Cariri Como Eu Vejo

Vaca transgênica consegue produzir leite com insulina para humanos

Um estudo feito por pesquisadores brasileiros em parceria com universidade nos Estados Unidos conseguiu fazer com que uma vaca geneticamente modificada produza leite com insulina, hormônio utilizado no tratamento de pacientes com diabetes. Para isso, cientistas inseriram segmento de DNA humano que codifica a pró-insulina (o precursor do hormônio) em 10 embriões de vacas.

O objetivo esperado era de que o leite produzido tivesse a presença de pró-insulina, que seria processada para obter o hormônio. No entanto, para a surpresa dos pesquisadores, o animal produziu o leite já com insulina. Embora o estudo ainda esteja em fase inicial, resultados são animadores e cientistas esperam que essa conquista possa ser uma nova alternativa para a obtenção de insulina.

Agora, cientistas planejam re-clonar o animal de forma a obter um rebanho geneticamente modificado. Segundo os autores, isso pode chegar a fornecer insulina para milhões de pessoas. Uma unidade típica de insulina é de 0,0347 miligramas, o que “significa que cada grama equivale a 28.818 unidades de insulina”, explica o pesquisador da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign e um dos autores do estudo Matthew B.Wheeler. E isso é apenas em um litro; (vacas) Holandesas podem produzir 50 litros por dia”.

Atualmente, a insulina sintética é produzida a partir de bactérias geneticamente modificadas. Com avanço dos testes e aprovação da Administração Federal de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos, a produção por meio de bovinos pode ser ampliada e se tornar uma das principais formas de obtenção do hormônio.

Fonte: Correio Braziliense

Foto: Fredox Carvalho/Pexels

Compartilhe:

Descubra mais sobre Cariri como eu vejo

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading