Cariri Como Eu Vejo

Glêdson Bezerra afirma ser vítima de perseguição política em meio a operação do MPCE

Em meio às acusações de corrupção e fraude em licitações, o prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Podemos), se pronunciou veementemente, denunciando ser alvo de uma intensa perseguição política. A Operação Nullum Pactum, conduzida pelo Ministério Público do Ceará (MPCE), investiga possíveis crimes como falsidade ideológica e associação criminosa na gestão pública municipal.

Uma das principais acusações envolve um empresário que teria contribuído financeiramente para a campanha de Glêdson, ganhando posteriormente o poder de indicação da secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos, que inicialmente foi dada ao genro e depois a uma funcionaria da própria empresa. No entanto, o prefeito nega quaisquer irregularidades, destacando que sua administração conseguiu reduzir os gastos com serviços de limpeza pública, em contraposição às alegações de contratos fraudulentos.

Durante uma coletiva de imprensa, Glêdson expressou sua confiança na lisura de suas ações e criticou o que chamou de “tentativa de desestabilização política”. O prefeito ainda ressaltou que estava ciente de possíveis manobras para afastá-lo do cargo em um ano eleitoral.

A determinação do Tribunal de Justiça do Ceará para o afastamento temporário da atual secretária de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Genilda Ribeiro Oliveira, e a autorização para a quebra de sigilos bancário e fiscal dos envolvidos foram vistas como medidas extremas pelo prefeito.

A operação resultou em mandados de busca e apreensão cumpridos em diversas localidades, incluindo residências de Glêdson, Genilda, ex-secretários e empresários ligados à investigação. Materiais foram recolhidos para embasar as investigações em curso.

Compartilhe:

Descubra mais sobre Cariri como eu vejo

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading