Cariri Como Eu Vejo

Deputado Carlos Jordy Presta Depoimento após Ser Alvo de Buscas na Operação Lesa Pátria

Deputado Carlos Jordy Presta Depoimento após Ser Alvo de Buscas na Operação Lesa Pátria

O deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ) prestou depoimento nesta quinta-feira (18) após ser alvo da 24ª fase da Operação Lesa Pátria, que investiga envolvidos nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro. O parlamentar negou veementemente as acusações e afirmou não ter relação com os ataques aos Três Poderes.

Os mandados de busca e apreensão em endereços e no gabinete de Jordy na Câmara dos Deputados foram autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Moraes considerou trocas de mensagens interceptadas pela Polícia Federal entre o deputado e Carlos Victor de Carvalho, um dos organizadores dos atos em Campos dos Goytacazes (RJ).

Em seu depoimento, Jordy atacou a investigação, negou qualquer envolvimento com os atos antidemocráticos e alegou não ter tido acesso aos autos dos processos relacionados aos eventos de 8 de janeiro.

“Nunca incentivei, nunca financiei, não tenho relação alguma com o 8 de janeiro, não tenho relação alguma com ninguém dessas pessoas que foram para os quartéis generais. Eles falam que há mensagens minhas com pessoas, que eu seria um mentor, um articulador do 8 de janeiro e de estradas. Mentira, mentira. Eu nunca tive acesso a nenhum desses autos [de processos].”

Moraes atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizou a quebra do sigilo telemático do parlamentar, permitindo o acesso a mensagens em dispositivos móveis, e-mails e conversas nas redes sociais. Carlos Jordy, em suas redes sociais, classificou a ação como um reflexo de uma suposta ditadura no Brasil.

Compartilhe:

Descubra mais sobre Cariri como eu vejo

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue lendo