Cariri Como Eu Vejo

Açude Umari, em Madalena, sangra pela 1ª vez desde sua construção

A quadra chuvosa de 2024 trouxe um fato inédito para o município de Madalena. O Açude Umari, construído em 2011, sangrou pela 1ª vez nesta quarta-feira (3), ultrapassando o volume máximo de 30 milhões de metros cúbicos.

Para efeito de comparação, o reservatório estava com menos de 2% no início de 2023. As águas que estão vertendo percorrem cerca de 30 km até o Açude Fogareiro, que também está sangrando e, de lá, para a Barragem Quixeramobim.

O fato traz mais segurança hídrica para a sub-bacia do Banabuiú, na região central do Estado, que possui hoje 39% das reservas totais. São 39 açudes cearenses monitorados vertendo atualmente.

“Temos que separar bacias que tiveram aportes significativos de outras. Ainda temos 33 reservatórios abaixo de 30% da capacidade, principalmente na região dos Inhamus. É sempre bom lembrar que vivemos em uma região semiárida, então é preciso usar a água de forma econômica para, nos anos que não houver tanta recarga, possamos desfrutar de sua maior disponibilidade”, comentou Yuri Castro, presidente da Cogerh.

Compartilhe:

Descubra mais sobre Cariri como eu vejo

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading