Cariri Como Eu Vejo

65% dos brasileiros afirmam não ter tempo livre na semana, mostra estudo

Ter um tempo livre, para descansar ou fazer alguma atividade que goste, é fundamental para a saúde e bem-estar. Porém, 6 a cada 10 brasileiros afirmam não ter nenhum momento de ócio ou tempo livre durante a semana. Os dados são de levantamento realizado pelo Instituto Locomotiva, realizado em agosto do ano passado.

De acordo com o estudo, 65% da população afirma não ter nenhum momento de ócio ou sem fazer nada em sua rotina semanal habitual, evidenciando um desafio significativo no equilíbrio entre trabalho, lazer e outras atividades cotidianas.

Para Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, a cultura de hiper produtividade e o ritmo frenético da vida moderna como barreiras ao ócio e ao bem-estar. “Este estudo nos convida a refletir sobre a importância de encontrar um equilíbrio saudável entre nossas obrigações e o tempo dedicado ao descanso e ao prazer,” diz Meirelles. “Os dados apontam para uma necessidade crescente de repensar nossas prioridades e valores, buscando uma vida mais significativa e satisfatória.”

O levantamento também elencou as principais atividades mais realizadas pelos brasileiros atualmente. Usar as redes sociais é a atividade mais praticada diariamente, com 79% dos participantes dedicando horas do dia a ela. Em seguida, 66% afirma passar um tempo com a família, enquanto 56% assiste TV, 50% ouve música, 49% lê notícias e 43% arruma a casa.

Apenas 24% dos respondentes afirma dedicar tempo diário para atividades físicas, enquanto 15% afirma que lê livros. Ainda apareceram entre as respostas atividades como usar meios de transporte (35%), estudar (25%), jogar games (24%), dedicar-se às relações amorosas ou sexuais (21%), cuidar da beleza (18%), ócio/não fazer nada (14%), fazer compras para a casa (12%), meditação (11%), encontrar amigos (11%), ir ao culto/igreja (7%) e fazer compras (6%).

Além disso, o estudo também revela que 13% dos brasileiros deseja dedicar mais tempo a família, enquanto 7% quer ter mais tempo para os cuidados pessoais, 4% para atividades físicas e 6% para compras pessoais. Por outro lado, o uso de redes sociais é a atividade menos desejada para o tempo livre, com apenas 2% das respostas.

O levantamento também aponta quais são as atividades consideradas mais importantes e prazerosas pelos brasileiros (tempo com a família, relações amorosas/sexuais, tempo de sono, cuidados com a beleza e culto religioso), assim como as menos importantes, mas mais prazerosas (assistir TV e ouvir música).

Atividades como ler notícias, livros, fazer meditação, compras para a casa, arrumar a casa e ter mais tempo de ócio foram consideradas menos importantes e menos prazerosas, enquanto trabalhar, estudar e praticar atividade física foram consideradas importantes, porém menos prazerosas.

Fonte: CNN Brasil

Foto: Guido Mieth/GettyImages

Compartilhe:

Descubra mais sobre Cariri como eu vejo

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading