VEREADORES DEFENDEM PERMANÊNCIA DO CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE EM JUAZEIRO DO NORTE

Vereadores defendem permanência do Centro Cultural Banco do Nordeste em Juazeiro do Norte

Notícias Cariri Juazeiro do Norte

A possibilidade de encerramento das atividades do Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), em Juazeiro do Norte, pautou as discussões da sessão desta terça-feira, 22, na Câmara Municipal. Na ocasião, o secretário Vanderlúcio Pereira (Cultura) esclareceu o posicionamento da administração municipal visando a manutenção do equipamento no Município.

Vanderlúcio divulgou detalhes das negociações entre Banco do Nordeste e Prefeitura de Juazeiro do Norte, iniciadas ainda em 2021. Segundo ele, o prefeito Glêdson Bezerra e o diretor do CCBNB, Vandir Freitas, já se encontraram a fim de encontrar alternativas. Entre elas, a possibilidade do Teatro Marquise Branca abrigar o CCBNB.

“Se a questão é fazer a entrega de um equipamento público municipal para abrigar o centro cultural, o prefeito já designou que assim fizéssemos. Agora só depende da gestão do Banco do Nordeste, da sua presidência. No âmbito local, tanto o gerente da agência do Banco do Nordeste, quanto o gerente do CCBNB têm o desejo de que o centro cultural permaneça em Juazeiro”, afirmou.

Assim como o secretário, os vereadores Romão França (PTB) e Jacqueline Gouveia (MDB) defenderam a permanência do CCBNB em Juazeiro do Norte. Romão, por exemplo, sugeriu a inclusão da Câmara Municipal e dos deputados estaduais e federais na mesa de negociações com o Banco do Nordeste.

“Para que a gente use essa força e consiga garantir a permanência do Centro Cultural Banco do Nordeste e com os recursos que garantam o seu bom funcionamento”, afirmou Romão França. “Juazeiro não pode de maneira perder esse espaço cultural que é suma importância para a cultura da nossa região”, reforçou Jacqueline Gouveia.

Atividade legislativa

Na sessão desta terça-feira, 22, os vereadores apresentaram 51 requerimentos. Quinze matérias deram entrada na Casa, sendo 12 de origem do Legislativo e três do Executivo.

 

*Foto: Josimar Segundo

Deixe o seu comentário