Varíola do macaco ultrapassa 6 mil casos e OMS estuda declarar emergência de saúde global

Mundo Notícias Saúde

Comitê de Emergência da organização deve se reunir na semana de 18 de julho para discutir se surto será definido como emergência de saúde global

Com mais de 6.000 casos da varíola do macaco notificados em 58 países, a OMS (Organização Mundial da Saúde) reunirá novamente o Comitê de Emergência da entidade para definir se vai declarar o atual surto como emergência de saúde global, o mais alto nível de alerta da OMS.

De acordo com o diretor-geral Tedros Adhanom Ghebreyesus, o encontro será na semana que começa em 18 de julho, ou até antes.

Em sua reunião anterior, em 27 de junho, o comitê decidiu que o surto – cujos casos aumentaram em países africanos, onde geralmente a doença se espalha, e em outros continentes – ainda não era uma emergência sanitária.

“Continuo preocupado com a escala e a disseminação do vírus em todo o mundo”, disse Tedros, acrescentando que a falta de testes significa que provavelmente muitos outros casos não foram relatados.

De acordo com o monitoramento em tempo real da iniciativa Global.health, que reúne pesquisadores de universidades como Harvard e Oxford, o número de infectados no mundo supera 7.100 pessoas.

A varíola do macaco, uma infecção viral geralmente leve que causa sintomas semelhantes aos da gripe e lesões na pele, vem se espalhando pelo mundo desde o início de maio. A taxa de letalidade em surtos anteriores ao da cepa que está atualmente se espalhando é de cerca de 1%.

 

R7

Deixe o seu comentário