Samu 192 Ceará registra mais de seis mil trotes em 2022

Notícias

Primeiro de abril é uma data conhecida como Dia da Mentira. Muitas pessoas entram na brincadeira e contam histórias umas às outras. É um momento oportuno para piadas. Diante das notícias falsas, as fake news, é preciso bastante cuidado em repassar qualquer tipo de informação. Quando o assunto é relacionado à saúde, a atenção deve ser redobrada. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) Ceará é sempre envolvido neste tipo de atitude, como o conhecido trote, o que implica em situações que provocam transtornos a pessoas que realmente necessitam de assistência.

Os profissionais do Samu 192 Ceará que são responsáveis por atender às chamadas são treinados para identificar os trotes. Os trabalhadores recebem instruções para formular perguntas específicas que os ajudam a identificar a zombaria. O intenso fluxo de solicitações falsas, no entanto, provoca atraso em episódios efetivos.

“Contamos com o apoio da população, principalmente, para evitar trotes, pois, quando deslocamos uma ambulância para uma ocorrência que não é verdadeira, a gente está atrasando o atendimento de quem, de fato, necessita de atendimento”, diz o médico regulador e chefe de equipe da Central de Regulação de Urgência do Eusébio do Samu 192, Nilson Mendonça Filho.

De 2008 a 2021, das 2.973.901 ligações, 543.095 eram trotes. Em 2022, até 29 de março, já foram realizadas 103.232 ligações para o Samu 192 Ceará, sendo 6.067 delas falsas.
O trote passado para a Central de Regulação de Urgências, às vezes, apresenta características tão verídicas que uma equipe, com ambulância, é deslocada para o atendimento. Ao chegar no local, os profissionais percebem que não há ocorrência. 

Trote é crime

Em 2021, em meio à pandemia de covid-19, o governador Camilo Santana sancionou lei que responsabiliza quem fizer trote contra serviços públicos estaduais. O delito está previsto no artigo 340 do Código Penal (com pena que pode variar de seis meses a um ano).

Serviço

Quando o Samu Ceará recebe a ligação pelo 192, um médico regulador faz o diagnóstico da ocorrência e inicia o atendimento imediatamente, orientando o paciente ou a pessoa que fez a chamada sobre as primeiras ações que podem ser tomadas, como a prestação dos primeiros socorros ou a imobilização das vítimas, a depender da gravidade do caso.

Em situações graves, o paciente é levado para um equipamento de saúde por meio da ambulância de Unidade Móvel Avançada (USA). O profissional do Serviço comunica a urgência ou a emergência a um hospital público ou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) mais próxima sobre a transferência. A rapidez do procedimento reduz riscos de sequelas e óbitos.

O Samu 192 Ceará funciona 24 horas por dia com equipes multiprofissionais de saúde – formada por médicos, enfermeiros, auxiliares de Enfermagem e condutores socorristas.

Foto: Fátima Holanda / Fonte: Gov. Estado

Deixe o seu comentário