Rússia abre processo criminal contra Meta por ameaças de morte no Facebook

Notícias

A Rússia abriu um processo criminal contra a Meta, controladora do Facebook, nesta sexta-feira (11) e pediu o reconhecimento da empresa como uma “organização extremista”, depois que a rede social mudou suas regras de discurso de ódio para permitir que os usuários defendessem a violência contra os russos no contexto da guerra com a Ucrânia.

“Um processo criminal foi iniciado… em relação aos pedidos ilegais de assassinato e violência contra cidadãos da Federação Russa por funcionários da empresa americana Meta, proprietária das redes sociais Facebook e Instagram”, disse o Comitê de Investigação da Rússia.

O comitê se reporta diretamente ao presidente Vladimir Putin. Não ficou imediatamente claro quais poderiam ser as consequências do caso.

Nenhum comentário foi disponibilizado imediatamente pela Meta em resposta a uma solicitação da Reuters.

Via G1

Deixe o seu comentário