R$ 18 milhões em verbas para a Covid podem ter sido desviados pela gestão Arnon em Juazeiro, aponta MS

Juazeiro do Norte

R$ 18 milhões em verbas para a Covid podem ter sido desviados pela gestão Arnon em Juazeiro, aponta MS
O relatório é fruto de investigação solicitada pelo Senado Federal após análises da Coordenação de Planejamento e Operacionalização do Departamento Nacional de Auditoria do Ministério da Saúde (Denasus)
Relatório do Departamento Nacional de Auditoria do Ministério da Saúde (Denasus), enviado para a Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte (Sesau) em março último, levanta a suspeita de um desvio de R$ 18 milhões em verbas enviadas pelo ministério para combate o à pandemia de Covid-19 em 2020, na gestão do ex-prefeito Arnon Bezerra.
O relatório aponta inconsistências e ausências de justificativas para os recursos gastos na Saúde de Juazeiro do Norte entre os meses de fevereiro e dezembro de 2020, pela gestão do ex-prefeito Arnon Bezerra.
O relatório aponta, ainda, que os responsáveis pelas prestações de contas eram secretários do período.
O relatório é fruto de investigação solicitada pelo Senado Federal após análises da Coordenação de Planejamento e Operacionalização do Denasus. Uma auditoria verificou medidas contra a Covid com o uso de recursos federais.
O relatório menciona que o fechamento do hospital de campanha montado no ginásio poliesportivo e a pouca quantidade de documentos e informações pela Sesau teriam comprometido a investigação. Foi apontada falha na organização hospitalar, como a ausência de documentos relacionados a planejamento, organização, monitoramento, regulação e avaliação.
A atual titular da Sesau, Francimones Rolim, enviou o relatório para o Ministério Público Federal (MPF), que deve apurar responsabilidades sobre a aplicação dos recursos à época. A pasta protocolou “notícia de fato” em 28 de março.
Francimones informou que, até o momento, não há penalidades previstas para os gestores, mas opina que o pedido para que a Sesau devolva os recursos é “questão de tempo”.

Foto: Reprodução / Fonte: Site Miseria

Deixe o seu comentário