Professor é acusado de assediar alunas em escola de Juazeiro do Norte

Notícias Cariri Juazeiro do Norte

Um professor temporário da escola Amália Xavier, de Juazeiro do Norte, está sendo acusado de assediar ao menos 5 estudantes dentro da instituição. De acordo com Idalina Sampaio, madrasta de uma das vítimas, a enteada contou que o professor alisava as meninas e fazia perguntas sobre a vida pessoal delas.

Em entrevista ao Site Miséria, Idalina afirmou que o professor teria pego a enteada pelo braço e a expulsado da sala de aula, após ela ter defendido uma amiga que estava sofrendo assédio e ainda a proibiu de assistir as aulas do professor. De acordo com o pai da menina, Ícaro Coelho, o caso ocorreu nesta sexta-feira (20) e em breve a família vai formalizar o Boletim de Ocorrência.

Idalina relatou que a enteada tem apenas 15 anos, assim como as outras estudantes que também sofreram assédio. “Ela me falou que ninguém gostava das atitudes do professor, que ficavam incomodadas”, conta.

Após a repercussão do caso, a direção da escola decidiu realizar uma reunião.

Por volta das 8h desta segunda-feira (23), familiares das 5 vítimas estiveram presentes na reunião juntamente com o conselho diretor da instituição. A equipe de reportagem do Site Miséria esteve no local, mas a direção não quis se pronunciar sobre o ocorrido, afirmando apenas o caso vai ser encaminhado para a Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (CREDE-19) e que o discente encontra-se afastado.

A reportagem do Site Miséria tentou contato com a CREDE-19 mas não obteve sucesso.

As informações são do Site Miséria.

Deixe o seu comentário