Procura por procedimentos estéticos não-cirúrgicos cresce entre mulheres acima dos 30 anos

Notícias Cariri Saúde

Dra Renata Ferrer, médica dermatologista do Cariri, orienta sobre tratamentos corporais menos invasivos, que eliminam até 27% da gordura localizada

O mercado da estética está entre os que mais crescem no Brasil. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas (SBCP), são realizados mais de 1,5 milhões de procedimentos estéticos no país todos os anos. E, ao contrário do que pensam, os procedimentos não se restringem à mesa cirúrgica. Os tratamentos estéticos menos invasivos vêm ganhando espaço, o último senso do SBCP, de 2018, registrou um crescimento de 35.5% no setor em comparação a 2014, uma demanda que está relacionada ao embelezamento do corpo, melhoria da autoestima e maior segurança nos procedimentos.

Renata Ferrer, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, destaca tratamentos que podem auxiliar na diminuição da flacidez e da gordura localizada sem precisar recorrer ao bisturi “hoje a gente tem opções comprovadas na literatura científica, de procedimentos que podem nos ajudar nesse sentido como coolsculpting, que destrói células de gordura, ultraformer que também vai ajudar na flacidez, além de tratamentos injetáveis, que vão nos ajudar nesse processo, de melhora da autoestima, de melhora no contorno corporal de forma menos invasiva para aqueles casos que não têm indicação cirúrgica”

Coolsculpting é um tratamento que consiste no resfriamento controlado das células de gordura e é indicado para tratar gordura localizada resistente, que são difíceis de eliminar com a prática de exercícios físicos e controle da alimentação. Durante o procedimento, que promete eliminar 27% da gordura localizada, o especialista posiciona uma manta de gel e o equipamento de resfriamento na região desejada, o aparelho vai congelar e destruir a gordura, que será eliminada naturalmente pelo organismo. Já o ultraformer é indicado para pacientes que têm flacidez associada a gordura. O equipamento de ultrassom funciona através de ondas de calor que estimulam a produção de colágeno, o que aumenta a firmeza na pele.

Os procedimentos estéticos devem estar associados à prática de atividades físicas e alimentação adequada e devem ser guiados por um especialista “para você que tem queixa (sobre seu corpo), procure um dermatologista, porque muitas coisas podem ser feitas para te ajudar nesse processo”, finaliza Dra. Renata.

Assessoria Commonike

Deixe o seu comentário