Membros de facção criminosa são condenados pela Justiça cearense a 22 anos de prisão

Cariri

Oito membros da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) foram condenados pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas da Comarca de Fortaleza. Os réus atuavam no município de Capistrano e, segundo a sentença, eram responsáveis por uma série de delitos cometidos desde o ano de 2012.

Dentre os crimes atribuídos ao grupo, estão organização criminosa majorada, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. As penas dos acusados variam de oito anos e quatro meses a 22 anos e seis meses de reclusão.

Ainda segundo a decisão da Vara de Delitos e Organizações Criminosas, durante as investigações a Justiça autorizou a perícia de um aparelho celular apreendido na casa de um homem apontado como irmão do líder da facção em Capistrano. A partir do material analisado, o Ministério Público do Ceará (MPCE) ofereceu a denúncia, que levou à condenação da quadrilha.

FOTO: NATINHO RODRIGUES

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe o seu comentário