Homem morre, em Juazeiro, após invadir casa dizendo que estava sendo perseguido

Notícias Cariri Juazeiro do Norte Policial

Um fato chamou a atenção na noite desta quarta-feira (4 de maio de 2022), em Juazeiro do Norte. Por volta das 21 horas, um homem demonstrando estar bastante alterado corria por ruas entre os bairros Santa Tereza e Romeirão, dizendo que estava sendo perseguido por inimigos. O sapateiro José Célio Pereira dos Santos, de 39 anos, residia na Travessa São Damião (Santa Tereza) e, de repente, invadiu uma casa na Rua das Flores (Romeirão) para se esconder de supostos algozes que estariam querendo pegá-lo.

Dentro do imóvel, caiu agonizando e não apresentava marcas externas de violência pelo corpo, quando terminou socorrido às pressas pelo SAMU ao Hospital Regional do Cariri. Célio morreu por volta das 22h30min ante a constatação de intoxicação por crack num caso de overdose de drogas, já que estivera durante a tarde e noite fazendo uso de substâncias entorpecentes. Ele já esteve preso por algum tempo nas cadeias públicas de Juazeiro e Barbalha, respondendo por assaltos a mão armada em Juazeiro.

Em junho de 2013 praticou crime de violência doméstica contra uma mulher. Além disso, tentou matar um homem, no mês de janeiro de 2017, em Aracati, quando agiu em companhia de outro homem. Também chegou a ser preso, em Crato, no dia 16 de maio de 2018 num flagrante na Avenida Padre Cícero, no bairro São Miguel. PMs perseguiram um veículo HB20 no qual estavam Célio e mais três praticando assaltos entre aquele bairro e o Muriti.

Na Perimetral Dom Francisco, bateram numa das viaturas e ele foi preso juntamente com outros 3 suspeitos. Já no dia 5 de setembro daquele ano, morava na Rua Coronel Raul (Pio XII), onde voltou a ser preso. Contra Célio havia um mandado de prisão em aberto por assalto expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro após descumprir regime semi aberto concedido pela justiça.

Fonte: Site Miséria

Deixe o seu comentário