Documentário gravado no Crato é tema de questão no Enem 2021

Crato

No último domingo, 21 de novembro, aconteceu o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 e uma das questões trouxe a matéria do O POVO sobre o documentário “O Menino que fez um Museu”. A produção fala sobre a iniciativa de Pedro Lucas Feitosa, que aos 10 anos fez um museu dedicado a Luiz Gonzaga, no distrito de Dom Quintino, no Crato.

A questão mencionou a premiação que o documentário recebeu em Londres, pela Foreign Pass Association (FPA), a associação de correspondentes mais antiga do mundo, fundada em 1888. Com produção independente de brasileiros e britânicos, o projeto foi dirigido por Sérgio Utsch e foi o único trabalho desenvolvido fora do eixo Estados Unidos-Europa entre os finalistas.

“O FPA Awards é chamado por aqui de Oscar do Jornalismo, mas nenhum título é tão valioso quanto os sorrisos e as referências que ouvimos sobre esse Brasil sofrido, valente e orgulhoso apresentado pelo Pedro Lucas”, escreveu na época o diretor em publicação no Facebook.
A ideia do museu surgiu em 2013, quando Pedro Lucas, com apenas oito anos na época, visitou o Museu do Gonzagão, em Exu (PE). Encantado pelo espaço, ele decidiu que também iria homenagear o Rei do Baião. O menino aproveitou a casa de sua bisavó, que já havia falecido, localizada na rua Alto da Antena, para transformá-la em uma exposição dedicada a Luiz Gonzaga.

O espaço reúne diversos objetos que faziam parte do universo cantado pelo Rei do Baião, como sanfonas e ferramentas de trabalho. O documentário foi gravado em 2016 e gerou maior repercussão à criação de Pedro Lucas. Em 2018, o museu passou por uma reforma e teve seu espaço ampliado.

foto: Reprodução/Instagram / Fonte: O Povo Online

Deixe o seu comentário