Deputado denuncia Lula por campanha eleitoral antecipada

Notícias Politica

Carlos Sampaio, deputado federal do PSDB, protocolou no Ministério Público Eleitoral uma representação contra o pré-candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por suposta campanha eleitoral antecipada após um discurso do petista na última quinta-feira (5), na cidade de Sumaré, em São Paulo.

Em suas redes sociais, o tucano afirmou que “Lula voltou a infringir a lei” e que não não vai admitir que o petista “siga descumprindo” as regras do processo eleitoral.

“Acostumado a cometer crimes, Lula voltou a infringir a lei ao pedir que seus apoiadores ‘votem agressivamente no 13’, durante um discurso na cidade de Sumaré. Se a lei eleitoral proíbe que se peça votos antes do início da campanha, não vou admitir que Lula siga descumprindo as regras e se coloque acima da lei! Vamos para cima!”, escreveu no Instagram.

Lula teria pedido que ‘votem agressivamente no 13’

Durante evento no interior paulista, o ex-presidente petista convidou o público a votar nele durante as eleições em outubro deste ano.

“Nós vamos fazer uma campanha limpa, a nossa campanha não será agressiva, a nossa campanha não terá fake news. O que vai acontecer neste país é que nós vamos ser agressivos de votar no 13 no dia 2 de outubro para que a gente possa tirar ele e colocar alguém mais democrático para governar este País”, disse o ex-presidente, durante o o ato da pré-campanha.

Uol

Deixe o seu comentário