Criança de 8 anos escreve em prova que pai bate em sua mãe e escola chama polícia

Notícias

Uma criança de apenas oito anos usou a prova que estava fazendo na escola para poder pedir socorro para a mãe que estava sofrendo violência doméstica. De acordo com o menino, o pai agredia a mãe em casa e ele precisava da ajuda da polícia. O fato aconteceu no Vale do Anari, que fica localizado no estado de Rondônia.

“Por favor me ajuda. Meu pai bate na minha mãe. Chama pra mim a polícia”, escreveu o garoto no final da folha. Em seguida, ele também colocou o endereço da residência da família. Os agentes foram até o local e descobriram que o pai também agredia o menino e outros três filhos de 13, 14 e 16 anos.

Além da família sofrer agressão física, eles tinham que lidar com a pressão psicológica. Por esse motivo, nenhum deles tinha feita a denúncia contra o homem. Eles foram resgatados e o governo do estado encaminhou as crianças para um abrigo deixando a mãe sob proteção. Agora, eles vão aguardar o julgamento que vai ser feito pela justiça em relação ao agressor.

Campanha sinal vermelho

A campanha foi criada pelo CNJ – Conselho Nacional de Justiça com a AMB – Associação dos Magistrados Brasileiros, e tem o objetivo de auxiliar as mulheres que sofrem com violência doméstica. O intuito é que as vítimas consigam fazer a denúncia contra o agressor de uma maneira simples, mesmo quando estiverem acuadas.

A campanha desenvolveu o sinal que é uma maneira discreta da vítima mostrar que está em perigo sem alarmar o agressor. Para isso, basta fazer o desenho de um X na mão e mostrar a alguém. Infelizmente, muitas mulheres acabam não conseguindo denunciar porque estão em constante vigilância, mas com o sinal desenhado na mão o pedido de socorro é feito de uma forma silenciosa.

Deixe o seu comentário