Covid-19: Brasil registra 340 mortes em 24h, maior número desde março

Notícias Saúde

O Brasil registrou 340 mortes por Covid-19 nesta quarta-feira, elevando para 668.744 o total de vidas perdidas no país para o coronavírus. Esse é o maior número de óbitos notificados em 24h desde o dia 22 de março, quando foram informadas 410 mortes pelos estados. O aumento pode ser explicado pela liberação de dados represados de São Paulo, que na terça não divulgou dados e, nesta quarta, notificou 156 óbitos.

A média móvel foi de 149 mortes. O número é 43% maior que o cálculo de duas semanas atrás, o que demonstra tendência de alta, cenário que se repete há seis dias consecutivos. Nove estados não registraram óbitos nas últimas 24 horas.

Os dados são do consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo e reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

O país também registrou 66.766 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 31.609.766 infectados pelo coronavírus desde o começo da pandemia. A média móvel foi de 42.179 diagnósticos positivos. O número é 28% maior que o cálculo de 15 dias atrás, o que demonstra tendência de alta, contexto que se mantém há 20 dias consecutivos.

Os números de casos e mortes foram atualizados em 25 estados.

A “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda dos casos ou das mortes. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o ruído” causado pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.