Com gramado instalado, Arena Romeirão chega aos 90% de execução

Juazeiro do Norte

Quem passa pela Avenida Presidente Castelo Branco, em Juazeiro do Norte, já pode avistar as melhorias para a imponente estrutura do Estádio Mauro Sampaio (Arena Romeirão), à medida que as obras de modernização do parque esportivo avançam aos 90% de conclusão. Conforme o cronograma da Superintendência de Obras Públicas (SOP), diversas frentes de serviço se desenvolvem simultaneamente. Uma delas já concluiu a implantação do gramado natural.

No entorno do campo de jogo, está sendo instalado agora o gramado sintético. Na parte superior do estádio, as armações metálicas que compõem a coberta foram finalizadas, restando a fixação da manta do setor oeste, para interligar cada peça e garantir qualidade acústica e proteção contra intempéries.

Além disso, ao redor da edificação acontece a instalação de escadas de acesso e gradis, enquanto o estacionamento está na etapa de drenagem. Serviços finais de pintura e acabamento do estádio como um todo já foram iniciados.

“O Romeirão é hoje um equipamento muito aguardado pela população caririense e de suma importância para o desenvolvimento regional. Além das reformas que estão na reta final, já adquirimos as cadeiras do estádio, que serão iguais às da Arena Castelão, na Capital, e adquirimos também os elevadores”, comenta o superintendente de Obras Públicas, Quintino Vieira.

Ocupando uma área de aproximadamente 47 mil metros quadrados (m²), o Romeirão terá capacidade para receber cerca de 17 mil pessoas, contando com uma série de espaços para o conforto do público em geral e profissionais atuantes dentro do complexo, como cabines de imprensa e camarotes, praça de alimentação, espaço para museu, entre outros.

Estão sendo investidos R$ 90 milhões para reformar e ampliar o estádio, que passará a funcionar como uma arena multiuso quando for entregue. Um equipamento abrangente, que além de sediar importantes competições regionais e nacionais, tem porte para realização de uma gama de eventos culturais e religiosos, e consequentemente, fomentar a economia da região do Cariri.

Foto: Airton Lima Jr

Deixe o seu comentário