Candidato à presidência da OAB Crato, Dr. Aderson registra ocorrência por crime virtual contra a sua honra

Notícias Cariri

O candidato pela Chapa 10 – OAB Crato Livre e Independente, à Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil em Crato-Ce, Doutor Aderson Feitosa, registrou um boletim de ocorrência, nesta quinta-feira, dia 11, alegando ter sido vítima de gravíssimas ofensas difamatórias recebidas durante a campanha eleitoral.

Os ataques foram feitos através de stories na rede social Instagram, no perfil pertencente a uma advogada e também candidata na chapa opositora. De acordo com o Dr. Anderson, o vídeo e a ata notarial na já foram apresentados à Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato, em que se comprova cabalmente os ataques difamatórios proferidos pela a acusada contra ele.

No material apurado, a advogada acusa o Dr. Aderson Feitosa e o Prefeito José Ailton Brasil, afirmando que Aderson, quando Presidente da OAB Crato, teria se beneficiado da posição que ocupava para obter vantagens pessoais na Prefeitura Municipal de Crato, bem como, estaria nestas eleições, comprando votos com participação do Prefeito Municipal de Crato, com a oferta de cargos para os jovens advogados e advogadas, fazendo, inclusive, uma alusão grave à quantidade de advogados recém contratados.

Para Aderson Feitosa, tratam-se de “declarações levianas e criminosas que não passam de mentiras graves, com o intuito de simplesmente utilizar as redes sociais como ferramenta para ofender e atacar a sua honra enquanto cidadão, advogado e, principalmente, como candidato”. Ele informou ainda, que “nos seus 16 anos de advocacia, nunca ocupou nenhum cargo público ou político partidário, muito menos foi ou é filiado a qualquer partido político”.

O Município de Crato, por sua vez, pronunciou- se advertindo que “tratam-se de graves acusações, que não condizem com a realidade dos fatos, haja vista não ter ocorrido qualquer nomeação recente de advogados e advogadas na Gestão Municipal”.

Ainda, o Município acrescentou que “tomará todas as medidas cabíveis, acionando a advogada e candidata, a fim de que seja responsabilizada por suas acusações infundadas”.

Conteúdo do Blog Papo Reto Cariri

Deixe o seu comentário