“Cabelo do Cão” é colocado em liberdade 13 anos após matar o Andarilho Geraldo do Banco do Brasil em Juazeiro do Norte

Notícias Cariri Juazeiro do Norte

O andarilho Evandro Rogério dos Santos, 45 anos, o Cabelo do Cão que matou Geraldo Alves da Silva no final da noite do dia 30 de março de 2009 na porta da agência centro do Banco do Brasil. Foi colocado em liberadde nesta segunda-feira (23), 13 anos após o bárbaro crime. Ele foi condenado a uma pena de 29 anos em regime fechado por crime triplamente qualificado com motivação torpe e requintes de crueldade, mas ficou preso apenas 10 anos.

Cabelo do Cão matou com uma pedra de paralelepípedo que encontrou sob a calçada do Banco do Brasil, a Rua São Francisco no centro de Juazeiro, Geraldo era um andarilho e apresentava problemas mentais. Ele dormia na porta da agência após ter saído em busca de um banho e alimento.

Na sua confissão, ele afirmou ter discutido momentos antes com dois taxistas e estava disposto a matar um deles. Todavia saiu com sua ira incontida pela Rua São Pedro e dobrando na São Francisco até encontrar Geraldo que decidiu matar sem qualquer motivo ou justificativa. “Me deu vontade de matar. Só isso”, revelou ao ser preso acrescentando que já havia matado uma mulher sua no Pernambuco.

Cabelo do Cão deu entrada na PIRC no 31 de julho de 2010 e no dia 27 de julho 2012, foi condenado a 29 anos de prisão.

Conteúdo do Site Radialista Taciano Clécio

Deixe o seu comentário