Pitbull resgatado com sinais de maus-tratos é adotado pela PM no Crato e ganha fardamento

Um cão da raça pitbull resgatado por uma entidade protetora de animais com sinais de maus-tratos foi adotado por um quartel da Polícia Militar e ganhou até fardamento na cidade do Crato.

O “Baruk” ou “soldado Baruk”, como é chamado pelos novos tutores, agora participa de rondas com os agentes e é o xodó da corporação, que se reveza nos cuidados com o cachorro.

Conforme a Associação Defensora dos Animais Carentes (ADAC), Baruk foi resgatado em 24 de julho, após a entidade receber denúncias que o antigo tutor comprou o pitbull, não teve condições de manter, deixando o animal desnutrido.

Quando foi encontrado, Baruk estava bastante debilitado e pesava cerca de 10 quilos. Ele ficou em tratamento na Associação por cerca de dois meses, inclusive, precisou receber transfusões de sangue, por conta das plaquetas baixas.

Segundo a cabo Genaíza Alencar, os policiais militares acompanharam o caso do cachorro, ficaram sensibilizados e decidiram fazer a adoção.

“Ele sofreu muito. O Baruk quase não tinha mais nem sangue nas veias quando foi resgatado. Nós acompanhamos e o cãozinho nos conquistou. Hoje nós estamos cuidando dele, ele está na nova casa e está dando super certo”, relata a agente.

Atualmente Baruk está com 11 meses e pesa 30 quilos, 20 a mais do que quando foi resgatado. O novo porte já refletiu na farda da corporação, que vai precisar ser ajustada para caber nele novamente.

Para Genaíza, apesar do mito sobre a raça pitbull, ela garante que Baruk é bastante dócil e se dá bem com todos do quartel. A policial também incentiva que outras pessoas priorizem a adoção de animais.

“Fica aqui o nosso apelo para que as pessoas cuidem e deem um pouquinho mais de amor, porque os bichinhos só têm amor para nos dar. E tomem como exemplo, que adotem mais e amem nossos bichinhos”, disse a PM.

Foto: Arquivo Pessoal / Fonte: Portal G1 CE

Comentarios

Deixe o seu comentário