Criação do curso de Medicina da Urca é aprovada pelo Conselho Estadual de Educação

_________

A criação do curso de Medicina da Universidade Regional do Cariri (MedUrca) foi aprovada pelo Conselho Estadual de Educação (CEE). O primeiro vestibular para o curso deverá acontecer até outubro deste ano. “É uma grande alegria ver o resultado positivo de todo o processo realizado com parcerias, tendo a participação de professores da própria Universidade Regional do Cariri (Urca), além de contribuições importantes, a exemplo da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Universidade Estadual do Ceará (Uece), da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará, tendo à frente o Dr. Carlile Lavor, entre outras instituições”, afirma o reitor, professor Francisco do O’ de Lima Júnior. Ele também destaca o trabalho de articulação realizado através do município do Crato, para que houvesse um fortalecimento nas negociações para a conquista.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O reitor recebeu o comunicado da aprovação do relatório da comissão juntamente com o vice-reitor, professor Carlos Kleber de Oliveira, da presidente do Conselho Estadual de Educação, professora Ada Pimentel. “O conselho, a partir de agora, irá conduzir as tratativas oficiais, publicizando oficialmente a aprovação”.

As últimas avaliações foram realizadas pela comissão designada pelo conselho, formada com os Professores Jackson Sampaio (Uece), Bernardo Brito (UFCA) e Emile Sampaio Cordeiro (UFCA). O MedUrca foi aprovado por unanimidade, em fevereiro deste ano, pelo Conselho Superior Universitário (Consuni) da Instituição, incluindo também o Curso de Turismo em Barbalha. A aprovação também aconteceu junto ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade. A decisão é histórica para a Região do Cariri e a Universidade, que amplia a instituição com os novos cursos.

Segundo o reitor da Urca, professor Lima Júnior, é importante destacar o caráter inovador do curso de Medicina, dentro do processo de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), levando em consideração a prioridade nos três eixos maiores: gestão em saúde, atenção em saúde, e educação em saúde. Esse direcionado na proposta pedagógica, além dos componentes curriculares, que também foram apreciados, como um dos cursos que irá funcionar na formação voltada para a comunidade, conhecendo as endemias, o mapeamento epidemiológico, e depois o indivíduo, na promoção da saúde, para depois cuidar da doença.

Fortalecimento da atenção primária

O reitor destaca o amadurecimento institucional da Urca, em que se pode pensar em projetos de maior envergadura, contando com a capacidade de trabalho da comunidade acadêmica, no âmbito das formações, e a articulação com as outras instituições. “Os cursos já nascem dentro de uma centralidade do perfil da própria universidade, que é de promoção das necessidades comunitárias, a saúde e o turismo, a formação e a capacitação do pessoal. A Urca reforça sua capacidade de responder às grandes demandas da sociedade, chanceladas por ela, e dialogar com as políticas públicas”, afirma.

Para ele, esse é um desafio: pensar num curso arrojado, se apropriando das estruturas e das formações que a Urca possui. Foi integrado ao currículo da Medicina a expertise de pesquisas de programas especiais da Urca, voltados para os campos dr Enfermagem, Educação Física, Química Biológica e da própria Biologia, a Residência em Saúde Coletiva, Residência em Enfermagem e Obstetrícia, envolvendo todo um conjunto diversificado de pesquisa, dentro de uma construção colaborativa. “Neste momento comemoramos essa grande realização no Crato e região”, destaca.

Medicina

O Crato será sede do curso que se iniciará referenciado na formação voltada à atenção básica de saúde, com a construção de um centro médico de atendimento à população, em terreno ao lado do Seminário São José.

Foto: Divulgação

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Governo do Ceará

Comentarios

Deixe o seu comentário