Certificação da Anvisa atesta excelência de hospitais do Ceará em segurança do paciente

_________

A metodologia utilizada foi a de autoavaliação das práticas de segurança do paciente em serviços de saúde em hospitais com leitos de Unidade de Terapia Intensiva

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) realizou, nesta terça-feira (13), a entrega da certificação aos hospitais cearenses que participaram da Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente – 2020. Realizado sob coordenação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em parceria com o Núcleo de Segurança do Paciente da Vigilância Sanitária do Ceará, o evento ocorreu na Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE) e foi transmitido pelo canal da Sesa no YouTube.

A secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida, ressaltou a importância desse momento enquanto reconhecimento às ações voltadas à redução do risco de danos no cuidado com a saúde. “Esses gestores têm comprado essa empreitada da Sesa de tratar de qualidade, não só hospitalar, mas da qualidade dos serviços de saúde. Essa é uma mudança de paradigma importante”, pontuou.

O relatório anual divulgado pela Anvisa apontou os critérios de segurança do paciente avaliados e a lista por estado dos serviços de saúde com alta conformidade. Entre os quesitos analisados estão a instituição de um plano de segurança do paciente com protocolos de prevenção de infecções, de cirurgia segura e segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos.

A coordenadora da Vigilância Sanitária do Estado, Dolores Fernandes, destacou o esforço que a adesão das unidades à autoavaliação representa para a melhoria da Saúde do Ceará. “A ideia é que a gente possa, cada vez mais, responder positivamente a essa prática, que é importante não só para o nosso paciente, como para nossa gestão e nossos profissionais”.

O Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, e o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, foram as unidades estaduais certificadas pela Anvisa a alcançarem 100% de conformidade aos indicadores de práticas de segurança do paciente. Na rede suplementar, atingiu 100% o Hospital Otoclínica.

As unidades foram seguidas pelo Hospital Geral Dr. César Cals e Maternidade Escola Assis Chateaubriand (95,2%); Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara, Hospital Geral de Fortaleza e o Hospital e Maternidade Gastroclínica (90,5%); além do Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, e do Hospital Antônio Prudente, em Fortaleza, ambos com 85,7% – todos listados com alto índice de conformidade, segundo a Anvisa.

A segurança do paciente, entendida como um resultado direto do fortalecimento e da qualidade dos serviços de saúde, também foi destacada por Diana Carmen Almeida, diretora-presidente da Autoridade Reguladora da Qualidade dos Serviços de Saúde (ARQS). “Esse é um importante passo que permite que vocês, como profissionais de saúde, possam dizer que é possível melhorar a qualidade e segurança do serviço. E olhando para o paciente com um pouco mais de atenção, é possível organizar um pouco melhor os nossos processos”, disse.

Metodologia

A metodologia utilizada foi a de autoavaliação das práticas de segurança do paciente em serviços de saúde em hospitais com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O processo leva em consideração as metas do Programa Nacional de Segurança do Paciente. Após responder a um questionário, os hospitais têm os dados analisados e confirmados por meio de documentação.

Foto: Divulgação

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Governo do Ceará

Comentarios

Comente