Verdureiro que perdeu carro e R$ 2,7 mil em incêndio compra novo veículo com dinheiro de vaquinha

_________

Após perder o carro de trabalho e R$ 2,7 mil para comprar mercadoria durante um incêndio, o feirante Revildo Limeira da Silva, de 53 anos, conseguiu comprar um novo veículo com  R$ 25 mil arrecadados em vaquinha feita por amigos e familiares, em Crato, no Interior do Ceará. 

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

A mobilização começou na segunda-feira (7) e, na quarta-feira (9), já haviam angariado o valor para ajudar o verdureiro. Com o recurso em mãos, Revildo comprou um carro usado Fiat Strada, do ano de 2009. 
Ele também reservou R$ 1 mil para comprar os alimentos e voltar a revendê-los na feira, informou a esposa do trabalhador, Mary Soares de Oliveira.

Amigos e familiares iniciaram uma vaquinha com o intuito de ajudar o feirante. Todo o valor que ele tinha foi queimado com o carro, que ficou destruído. O acidente foi provocado por uma pane elétrica e ocorreu na madrugada do último domingo (6).

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas o carro já havia sido tomado pelas chamas. Revildo conta que ficou desesperado. “Eu compro fiado e sempre vou para Juazeiro do Norte pagar a dívida e, assim, poder comprar de novo e vender minhas verduras”, explica. “Então, guardei o dinheiro embaixo do banco, pois tenho medo de roubos, e aconteceu isso”, lamenta.

CARRO PARA VENDAS ERA A ÚNICA RENDA DA FAMÍLIA

O profissional relata ter na atividade a única fonte de renda para uma família de seis integrantes. O subtenente Roberto Bento afirmou que no momento da ocorrência Revildo estava “chorando muito” e inconsolável. 
“Minhas pernas e mãos eram esse carro. Eu sou verdureiro desde criança. Minha mãe trabalhava com isso e foi a herança que ela me deixou”, diz. 

“Eu e minha esposa trabalhamos juntos na banca e sustentamos minha filha e três netos, pois meu filho morreu há um ano e ficamos com as crianças”,  complementa.  

O vizinho do feirante, Jackson dos Santos, registrou o momento do incêndio. “Tive a ideia de fazer a vaquinha com outros colegas para tentar ajudá-lo a comprar outro carro”, explica. 

FOTO: Guto Vital

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Diário do Nordeste

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Comentarios

Comente