Interno do sistema prisional cearense conquista sonho do diploma de ensino superior

_________

O sonho da conquista pelo diploma universitário chegou para um interno do sistema penitenciário cearense. Com a aprovação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ele garantiu vaga na universidade através da nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL).

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Kayo Hamon, de 31 anos, da Penitenciária Industrial do Cariri, vestiu beca e capelo para receber o diploma de tecnólogo em gestão comercial da Faculdade Educacional (FAEL). Após dois anos de estudo, ele concluiu o ensino superior e se tornou o primeiro preso da atual gestão da SAP a se formar em um curso a distância durante cumprimento de pena no regime fechado.

A cerimônia de colação foi realizada na unidade prisional onde ele cumpre pena e contou com a presença de representantes da universidade.

Kayo se tornou referência entre os colegas de presídio. Além dele, atualmente 12 alunos também fazem cursos de nível superior a distância. As aulas são de segunda a sexta, 3 horas por dia, em uma sala da unidade. Os módulos são virtuais e monitorados pelo setor de educação.

“Meu principal objetivo é sair daqui como cidadão e dar um futuro digno a minha família. Que meu exemplo sirva de espelho para meus colegas, por que apesar dos nossos erros, com esforço e dedicação podemos nos reerguer e mudar de vida”, comemora.

O coordenador de educação da SAP, Rodrigo Moraes, reforça que este resultado é fruto do trabalho focado na escolarização devido a garantia da segurança, logística e disciplina nas unidades prisionais. “A SAP celebra a conquista desse interno por que ele poderá retornar ao convívio social, com seus estudos concluídos, com uma capacitação profissional que ele recebeu dentro do sistema prisional e agora com uma graduação. A Secretaria não mede esforços para garantir, não só para ele, mas para todos os internos que buscam reescrever suas histórias de vida”, afirma.

Inclusão Social

A Secretaria da Administração Penitenciária reforça a importância do acesso do interno à educação e como ela pode ser eficiente na ressocialização. Atualmente, são 3.450 internos com acesso garantido a aulas regulares nos ensinos de alfabetização, ensino fundamental e médio nas unidades prisionais, através da Coordenadoria de Educação da Secretaria da Administração Penitenciária.

Devido a organização do sistema e controle dentro das unidades prisionais estabelecido pela nova gestão do secretário Mauro Albuquerque, é possível implementar procedimentos educacionais e medidas para capacitar o interno. A parceria entre SAP e Seduc torna possível a oferta educacional. A Seduc dá assistência com professores e material didático. Já a SAP dá suporte na segurança, logística e apoio necessários aos educadores.

Livro Aberto

Ler é um processo que permite o individuo absorver mais conhecimentos, criar infinitas possibilidades e trilhar caminhos para desenvolver seu potencial pessoal e profissional. No sistema prisional, os livros podem proporcionar liberdade antes do tempo. É com esse propósito que a SAP desenvolveu o projeto “Livro Aberto” para incentivar a leitura como um caminho para ressocializar e reduzir a pena de internos.

A ação é resultado de uma parceria firmada com a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do projeto Biblioteca Itinerante, desenvolvido pelo Serviço Social da Indústria (SESI).

No projeto “Livro Aberto”, o preso escolhe, a cada mês, uma obra literária dentre os títulos selecionados para a leitura. O apenado tem o prazo de 21 a 30 dias para apresentar o relatório de leitura ou resenha. O relatório deve ser elaborado de forma individual, presencial, em local adequado.

A resenha que atingir a nota igual ou superior a 6,0 é aprovada pela Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Seduc). Depois, é levado para a vara judicial para ser avaliado sobre a redução da pena. Ao final de 12 obras lidas e avaliadas, ele terá a possibilidade de remir 48 dias no prazo de 12 meses da pena.

Foto: Ascom SAP

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Governo do Ceará

Comentarios

Comente