Família procura cabo da PM desaparecido há cinco dias em Fortaleza

_________

A família do cabo da Polícia Militar Jairo Danilo Marques Fernandes, 40 anos, procura pelo agente, que está há cerca de cinco dias sem dar notícias aos parentes em Fortaleza. No último sábado (5), um Boletim de Ocorrência sobre o caso foi registrado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) afirma que a 12ª Delegacia do DHPP segue realizando buscas no intuito de localizar o agente, visto pela última vez no Bairro Henrique Jorge. A polícia ressalta que a população pode contribuir as investigações repassando informações que auxiliem as investigaões através dos números 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia ou o número (85) 3257-4807, do Departamento.

Cabo Danilo, como é conhecido na corporação, trabalha no município de Pacatuba, na Região Metropolitana, e está afastado das funções por motivo de tratamento de saúde.

Conforme Gilza Fernandes, irmã do agente, ele foi visto pela última vez na última quarta-feira (2), quando foi à casa dela, no Bairro João XXIII. “Meu esposo fez aniversário e ele veio aqui e ficou com a gente. Por volta de 23h30 ele disse que ia para casa dormir e saiu no carro”, relatou.

O policial mora sozinho em uma casa deixada pelos pais no Bairro Henrique Jorge. Gilza afirma que, no dia seguinte, uma outra irmã foi a residência para ajudá-lo nas tarefas domésticas, como fazia diariamente, e quando chegou ao local o agente já não estava .

“Ela chegou lá de manhã e a casa estava fechada. Como ela também tem a chave entrou e ele não estava lá. Ela ficou aguardando, pois achava que ele tinha ido ao mercantil ou resolver alguma coisa, mas ele não chegou”, disse.

Segundo Gilza, a outra irmã ligou para o celular de Danilo, que chamou várias vezes, mas ninguém atendeu. Ao tentar contato novamente, o aparelho estava na caixa postal e, desde então, segue desligado. Os familiares aguardaram dois dias para registrar o B.O, pois tinham esperança que o agente voltasse para casa.

Nas buscas pelo PM, a família afirma que recebeu informações que o carro do cabo foi visto nas cidades de Pacatuba, Baturité, Quixadá, e o destino mais recente foi Boa Viagem. “Nossos familiares são de Sobral, Meruoca, não temos parentes nesses locais por onde o carro foi avistado. Queremos uma resposta”, diz a irmã do agente.

De acordo com Gilza, Danilo é o irmão caçula e é pai de uma criança de 12 anos. Ela afirma que após a morte dos pais, há cerca de três anos, o agente ficou bastante abalado e faz acompanhamento psicológico. “Ele nunca saiu assim sem avisar. Sempre que ele saía avisava a gente onde estava, ligava”.

Foto: Arquivo pessoal

Fonte: Portal G1 CE

Comentarios

Deixe o seu comentário