Governo decide neste domingo sobre renovação ou não de decreto de isolamento rígido no Ceará

_________

O comitê especial criado para a discussão das decisões sobre a pandemia decide neste domingo (4) sobre a renovação ou não do decreto de isolamento social rígido no Ceará. A data também é o último dia do atual decreto que restringe a circulação de pessoas e o funcionamento de atividades não essenciais. A reunião está revista para acontecer às 16h.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Na última quinta-feira (1º) o governador Camilo Santana anunciou, por meio de transmissão nas redes sociais, que a decisão ficou para o domingo de Páscoa. Na ocasião, Camilo informou que apesar da tendência de estabilização no número de casos de Covid-19 na última semana, preferiu-se aguardar os índices dos próximos três dias para que houvesse uma definição sobre a manutenção do isolamento.

O Ceará está em decreto de isolamento social rígido desde 13 de março, quando o anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana. Fortaleza adotou medidas mais rígidas uma semana antes, em 4 de março. Durante esse período, ficou permitido apenas o funcionamento das atividades consideradas essenciais, como supermercados e farmácias.

Reunião

O governador revelou que durante o encontro de quinta-feira muitos pontos foram debatidos. “Tivemos uma longa reunião com todo o Comitê. Hoje foi um debate bastante profundo, rico, com os números, avaliações, dados dessa pandemia”, comentou Camilo, ainda que as autoridades tenham optado por adiar a decisão.

“Ainda é um momento muito delicado porque ainda há uma pressão enorme no sistema de saúde com a demanda por internamento dos casos de Covid, portanto, é um momento de muita responsabilidade. A decisão do Comitê foi adiar nossa reunião para domingo”, destacou Camilo.
“Vamos fazer uma nova reunião no domingo para avaliar os dados e números desta quinta-feira, da sexta-feira, e do sábado. Domingo de Páscoa, mas todo o Comitê vai estar reunido. Vamos ficar avaliando os números dos próximos dias para que a gente possa tomar uma decisão com muita responsabilidade e segurança, para que não haja retrocesso no Ceará”, complementou o governador do Ceará.

Atualmente, o Ceará enfrenta uma segunda onde de alta de casos e mortes desde o início da pandemia. O estado registrou 14.407 óbitos por Covid-19 e 552.009 casos da doença desde o início da transmissão da Covid-19 no estado, de acordo com informações da plataforma IntegraSUS, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), atualizada às 9h deste domingo (4).

📸 Fabiane de Paula/Sistema Verdes Mares

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Portal G1 CE

Comentarios

Deixe o seu comentário