Polícia Civil desvenda falso sequestro e prende suspeito de matar e ocultar corpo de namorada

_________

Uma mensagem de sequestro supostamente realizada por um grupo criminoso e um pedido de resgate. Assim, os familiares de uma mulher de 28 anos iniciaram o contato com a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) para localizá-la. Até então, a vítima estava desaparecida.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Porém, em uma ação rápida, equipes da PCCE elucidaram o feminicídio ocorrido na última quarta-feira (13) à noite. A ocorrência, que inicialmente chegou como sequestro, logo foi resolvida e teve como desfecho a prisão de Wando Cordeiro Vasconcelos, de 35 anos. Ele é suspeito de matar a namorada, ocultar o corpo e simular o sequestro da vítima.

O crime ocorreu na noite dessa quarta-feira (13), em Fortaleza, e o homem foi preso na tarde de ontem (14). A investigação foi desenvolvida por policiais civis da Divisão Antissequestro (DAS) e da Coordenadoria de Recursos e Operações Especiais (Core), com apoio de informações dos departamentos de Inteligência Policial (DIP) e de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Após familiares da vítima comparecerem ao 8º Distrito Policial (DP) e registrarem uma ocorrência, o caso foi encaminhado para a Divisão Antissequestro (DAS). Logo, os policiais civis iniciaram as investigações que chegaram ao paradeiro de Wando Cordeiro, sem antecedentes criminais. O homem foi localizado nas proximidades de Pacajus. Com ele, a Polícia Civil encontrou o aparelho celular da vítima já sem chip.

Inicialmente, o homem alegou que esteve com a vítima, horas antes do crime, mas que havia deixado ela em uma residência no bairro Planalto Ayrton Senna, na Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9) de Fortaleza. Porém, as investigações mostraram que o homem estava com ela além do tempo que ele dizia. Com a reunião de mais provas, foi possível esclarecer que, na verdade, ele andou com a vítima em seu carro por algumas ruas e durante esse trajeto houve uma discussão entre eles, e da discussão o homem teria asfixiado a vítima.

As investigações apontam que o crime teria ocorrido nas imediações do bairro José Walter, onde ela morava. De lá, ele percorreu cerca de 50 quilômetros com o corpo dentro do carro, onde na rodovia BR 116, na altura do KM 58, ele abandonou o corpo envolto em um tapete e ateou fogo.

Ainda na noite do dia 13, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) foi acionado para uma ocorrência de incêndio em vegetação no local onde o homem abandonou a vítima. Lá, os militares localizaram o corpo dela carbonizado.
Diante dos fatos, Wando Cordeiro Vasconcelos foi autuado por homicídio qualificado por motivo torpe, por meio cruel, por ter utilizado recurso que impossibilitou a defesa da vítima e por razões da condição de sexo feminino (feminicídio). O homem também vai responder pelo crime de ocultação de cadáver.

Foto: Ascom PCCE 

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Governo do Ceará

Comentarios

Comente