Papa Francisco anuncia Ano da Família e pede prioridade ao ‘perdão sobre a discórdia’

_________

O papa Francisco anunciou neste domingo (27) um Ano da Família, dedicado ao espaço desta na Igreja, ao acompanhamento dos casais no matrimônio e às dificuldades da vida conjugal.
O anúncio foi feito durante a oração do Angelus, cinco anos após a exortação do sumo pontífice sobre o amor na família: “Amoris Laetitia”.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O Ano da Família começará em 19 de março de 2021, dia de São José, e terminará em 26 de junho de 2022, durante o 10º Encontro Mundial das Família, em Roma.
Em sua homilia dominical, Francisco destacou amplamente, da biblioteca do palácio apostólico do Vaticano, “o valor educativo do núcleo familiar (…) fundado no amor”.

Ele pediu às famílias que priorizem “o perdão sobre a discórdia”. “Na família há três palavras que devem ser sempre protegidas: ‘permissão’, ‘obrigado’, ‘perdão'”, completou.
“Na família é possível experimentar uma comunhão sincera quando esta é uma casa de oração, quando os afetos são sérios, profundos, puros, quando o perdão prevalece sobre as discórdias, quando a dureza cotidiana da vida é suavizada pela ternura mútua e pela serena adesão à vontade de Deus”, disse.
O dicastério (ministério) para os laicos, a família e a vida publicou 12 propostas que as paróquias e dioceses devem colocar em prática.

Trata-se de reforçar “a pastoral da preparação para o matrimônio”, de ajudar de melhor maneira os casais após a união e na educação de seus filhos, criar círculos de reflexão e palavras sobre “a beleza e as dificuldades da vida familiar”, e também de apoiar os casais em crise e as “famílias feridas”.

No momento em que os países da União Europeia (UE) iniciam neste domingo (27) as campanhas de vacinação contra a pandemia de covid-19, o papa também fez uma homenagem aos profissionais da saúde, e em particular aos casais e famílias que sofrem as dificuldades no contexto da pandemia.

“Meu pensamento vai em particular para as famílias que perderam nestes meses um parente ou foram submetidas a um duro teste pelas consequências da pandemia”, disse.
“Penso também nos médicos, enfermeiros e todos os profissionais da saúde cujo grande compromisso na linha de frente da luta contra a propagação do vírus teve repercussões significativas sobre sua vida familiar”, concluiu.

Foto: Vaticano/Divulgação

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Portal G1 O Globo

Comentarios

Comente