Telegram anuncia lançamento de serviços de pagamento em 2021

_________

O aplicativo de mensagens criptografadas Telegram vai lançar serviços de pagamento a partir de 2021 para financiar seu crescimento, anunciou nesta quarta-feira o russo Pavel Durov, 36 anos, um dos fundadores da empresa.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

“Telegram vai começar a gerar receitas a partir do próximo ano com novos serviços de pagamento e uma plataforma publicitária”, afirma Durov em um comunicado publicado na própria rede de mensagens.

Segundo o fundador do app, a maioria dos usuários não verá praticamente nenhuma mudança. “Poderemos lançar inúmeras funções novas e dar as boas-vindas a milhões de novos usuários”, disse.
Durov destacou que a empresa, em pleno desenvolvimento, precisa de “pelo menos algumas centenas de milhões de dólares por ano”. Ela afirmou ainda que não planeja vendero aplicativo e, portanto, precisa procurar outras maneiras de conseguir financiamento.

“Durante a maior parte da história do Telegram, paguei as despesas da empresa com minhas economias pessoais”, disse Durov. Ele acrescentou que “com o seu crescimento atual, o Telegram está a caminho de atingir bilhões de usuários e exigir o financiamento adequado.”
O fundador do aplicativo garantiu, no entanto, que os recursos gratuitos permaneceriam gratuitos.

O que diz o Telegram

Leia a íntegra do comunicado de Durov:
“À medida que o Telegram se aproxima de 500 milhões de usuários ativos, muitos de vocês estão se perguntando – quem vai pagar para sustentar esse crescimento? Afinal, mais usuários significam mais despesas com tráfego e servidores. Um projeto do nosso tamanho precisa de pelo menos algumas centenas de milhões de dólares por ano para continuar.

Durante a maior parte da história do Telegram, paguei as despesas da empresa com minhas economias pessoais. No entanto, com seu crescimento atual, o Telegram está a caminho de atingir bilhões de usuários e de exigir o financiamento adequado. Quando um projeto de tecnologia atinge essa escala, normalmente há duas opções – começar a ganhar dinheiro para cobrir os custos ou vender a empresa.
Daí a pergunta: que caminho o Telegram vai tomar? Eu gostaria de explicar alguns pontos para esclarecer nosso plano:

Não vamos vender a empresa como os fundadores do WhatsApp [eles o venderam para o Facebook]. O mundo precisa que o Telegram para se mantenha independente, um lugar onde os usuários são respeitados e um serviço de alta qualidade é garantido. O Telegram deve continuar servindo ao mundo como um exemplo de empresa de tecnologia que busca perfeição e integridade. E, como mostram os tristes exemplos de nossos antecessores, isso é impossível se você se tornar parte de uma corporação.

O Telegram veio para ficar por muito tempo. Começamos a desenvolver nossos aplicativos para nosso uso pessoal há mais de oito anos e evoluímos muito desde então. No processo, o Telegram mudou a maneira como as pessoas se comunicam em vários aspectos – criptografia, funcionalidade, simplicidade, design, velocidade. Esta jornada apenas começou. Há muito mais que podemos – e iremos – trazer para o mundo.

Para viabilizar os pontos 1 e 2, o Telegram começará a gerar receita a partir do próximo ano. Faremos isso de acordo com os nossos valores e os compromissos que assumimos nos últimos sete anos. Graças à nossa escala atual, poderemos fazê-lo de uma forma não intrusiva. A maioria dos usuários dificilmente notará qualquer mudança.

Todos os recursos que atualmente são gratuitos permanecerão gratuitos. Adicionaremos alguns novos recursos para equipes de negócios ou usuários avançados. Alguns desses recursos exigirão mais recursos e serão pagos por esses usuários premium. Os usuários regulares poderão continuar aproveitando o Telegram – de graça, para sempre.

Todas as partes do Telegram dedicadas a mensagens permanecerão livres de anúncios. Achamos que exibir anúncios em bate-papos individuais ou em grupo não é uma boa ideia. A comunicação entre as pessoas deve ser livre de publicidade de qualquer tipo.

Além de seu componente de mensagens, o Telegram tem uma dimensão de rede social. Nossos enormes canais públicos no esquema um-para-muitos (one-to-many, em inglês) podem ter milhões de assinantes cada e são mais parecidos com os feeds do Twitter. Em muitos mercados, os proprietários de tais canais exibem anúncios para ganhar dinheiro, às vezes usando plataformas de anúncios de terceiros. Os anúncios que publicam parecem mensagens normais e são frequentemente intrusivos. Vamos consertar isso introduzindo nossa própria plataforma de anúncios para canais públicos no esquema um-para-muitos – uma que seja amigável, respeite a privacidade e nos permita cobrir os custos de servidores e tráfego.

Se o Telegram começar a ganhar dinheiro, a comunidade também deve se beneficiar. Por exemplo, se monetizarmos grandes canais públicos um-para-muitos por meio da plataforma de anúncios, os proprietários desses canais receberão tráfego gratuito em proporção ao seu tamanho. Ou, se o Telegram introduzir adesivos premium com recursos expressivos adicionais, os artistas que fizerem adesivos desse novo tipo também receberão uma parte do lucro. Queremos que milhões de criadores do Telegram e pequenas empresas prosperem, enriquecendo a experiência de todos os nossos usuários.

Este é o jeito do Telegram.
Isso nos permitirá continuar inovando e crescendo nas próximas décadas. Seremos capazes de lançar inúmeros novos recursos e receber bilhões de novos usuários. Enquanto fazemos isso, permaneceremos independentes e fiéis aos nossos valores, redefinindo como uma empresa de tecnologia deve operar.”

Foto: Reprodução

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Exame

Comentarios

Comente