Movimento de fim de ano amplia demandas de fiscalização em lojas

_________

Com o otimismo de empresários para as tradicionais vendas de fim de ano, os órgãos de fiscalização estão intensificando a fiscalização no comércio nas principais cidades do interior do Estado. A expectativa das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) é que a movimentação a partir da próxima semana seja até 20% acima da média, podendo ser ainda maior, com o incremento do auxílio emergencial. Por isso, a Vigilância Sanitária de cada município tem redobrado os cuidados.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

A preocupação dos órgãos sanitários pode ser explicada pelo crescimento no número de casos da Covid-19 em 19 das 22 áreas de saúde do Ceará. Em nove delas também houve aumento de óbitos. Assim, o desafio passa a ser garantir o aumento de vendas, sem descuidar das medidas sanitárias.

Maior cidade do interior, em Juazeiro do Norte, o aumento nas vendas é observado desde agosto, em relação a 2019. “Para o Natal, a gente não tem pesquisa, mas está otimista com as vendas. Há uma grande movimentação”, prevê a presidente da CDL no município, Zenilda Sena.
Sobre o risco maior de contágio, Zenilda reforça que, pelo novo decreto, a ampliação do horário de funcionamento até as 23h foi uma decisão acertada.

“Vai melhorar. A gente também vem reforçando todos os cuidados”, completa. Desde o último dia 15, o comerciante Júnior Cardoso, que vende bolsas e malas, foi um dos que aumentou o tempo de portas abertas de sua loja. “Fiz o revezamento de funcionários, até por não ter um espaço tão amplo. A gente terá um número de clientes mais controlado aqui dentro”.

O coordenador da Vigilância Sanitária de Juazeiro, David Marrom, garante que a fiscalização ao comércio já tem sido feita desde a última semana, em parceria com a Vigilância Sanitária do Estado. “Estamos circulando também em hotéis, pousadas, bares a noite”, acrescenta.

Com 20 inspetores sanitários, somados aos agentes da Guarda Civil Metropolitana e fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos, essa iniciativa se voltará, a partir de amanhã (21), para o Centro de Juazeiro do Norte. “Será feito trabalho de consciência sanitária. Não tem como passar em toda loja, mas vamos identificar aglomeração, uso de álcool em gel, denúncia de sintomas de Covid-19 em algum funcionário”.

Em Iguatu, na região Centro-Sul, as vendas do varejo de setembro a novembro superaram o valor comercializado em igual período de 2019, a despeito da pandemia. O percentual varia segundo segmento e loja. João Gomes é vendedor lojista há oito anos e avalia que o pagamento do benefício emergencial impulsionou a economia local. “Pelo ritmo, esse Natal vai ser melhor do que o passado”.

Expectativa

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Iguatu, Francisco José Mota, corrobora com a expectativa e estima que haja incremento de 6 a 8% em relação a 2019. O diretor da Vigilância Sanitário do Município, Samuel Bezerra, garante que atividades educativas estão sendo realizadas. “Reforçando a hora de funcionamento, o distanciamento, a quantidade de pessoas que pode estar em uma mesma loja”.

Os setores de maior demanda, como as lojas de confecções, calçados, utilidades do lar e eletrodomésticos, não são regulados por esta célula, mas por conta da pandemia da Covid-19, serão fiscalizados.

“Excepcionalmente, por motivo de que qualquer um pode oferecer risco à saúde das pessoas”, diz Samuel.
Em Sobral, a Vigilância Sanitária também começou a fiscalizar o comércio, principalmente após a publicação do último decreto estadual. “Vamos estender isso até o dia 4 de janeiro”, garante sua coordenadora, Verena Soares.

Com os lojistas, os agentes vão focar, principalmente, no uso de máscara, controle de acesso e higienização de locais comuns ao toque pelos clientes, como maçanetas de portas. Das três maiores cidades do interior, Sobral (Juazeiro e Iguatu completam a lista) é a única cuja CDL não projeta aumento nas vendas nestes Natal em comparação com 2019.

FOTO: ANTONIO RODRIGUES

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Diário do Nordeste

Comentarios

Comente