Para governo, resultado do PIB dispensa necessidade de auxílios para 2021

_________

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia avaliou hoje que o crescimento econômico do terceiro trimestre, embora abaixo do esperado pelo mercado, confirma a retomada em V da atividade, quadro que dispensa a necessidade de auxílios do governo para o próximo ano.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Em nota, a SPE afirmou que os dados divulgados pelo IBGE mostram “forte recuperação da economia brasileira” e que os indicadores coincidentes sugerem manutenção da tendência de crescimento do PIB para os últimos meses deste ano, confirmando expectativa de expansão elevada no segundo semestre de 2020.

“A forte recuperação da atividade, do emprego formal e do crédito neste semestre pavimentam o caminho para que a economia brasileira continue avançando no primeiro semestre de 2021 sem a necessidade de auxílios governamentais”, disse.
“É importante frisar que a retomada da atividade e do emprego, que ocorreu nos últimos meses, compensará a redução dos auxílios”, completou.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil mostrou recuperação recorde no terceiro trimestre de 2020, de 7,7%, sobre os três meses anteriores, mas o desempenho ficou abaixo do crescimento de 9% esperado pelo mercado, segundo pesquisa da Reuters com analistas.

Foto: MARCOS SANTOS/USP IMAGENS

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: UOL

Comentarios

Comente