Bombeiros são transferidos de helicóptero após terem partes do corpo queimadas em incêndio

Dois bombeiros precisaram ser transferidos, de helicóptero, do Hospital Regional de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, para a unidade de queimados do Hospital Instituto José Frota, em Fortaleza, no início da tarde desta sexta-feira (16).

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

A dupla teve cerca de 10% do corpo queimado após ficar presa em uma vegetação às margens da rodovia CE – 375, que liga as cidades de Iguatu e Jucás, quando tentavam debelar um incêndio na manhã de hoje.

De acordo com o a assessoria do Corpo de Bombeiros do Ceará, os soldados tiveram queimaduras de 1º e 2º grau, e deverão ficar em observação no hospital.
Os soldados do CB Alcione de Andrade e José Alexandro tiveram queimaduras nas duas mãos, faces e pernas. “Eles foram transferidos conscientes, de forma preventiva, para uma unidade especializada”, informou o comandante do 4º Grupamento de Bombeiros Militares, tenente-coronel, Nijair Araújo. “O que inspira mais cuidado é o soldado Andrade”.

Por volta das 11h30 desta manhã, os soldados Andrade e Alexandro foram atender a ocorrência de um fogo em vegetação às margens da rodovia CE – 375, nas proximidades da Faculdade de Medicina de Iguatu, que está em construção. “Em meio ao combate, o vento mudou de direção e eles ficaram presos, contra a cerca”, contou o tenente-coronel, Nijair Araújo.

“O soldado Andrade caiu e o Alexandro conseguiu sair, passando pela cerca, e quando percebeu que o colega estava para trás, voltou para fazer o resgate”.

Moradores contaram que houve a formação de um redemoinho e o fogo rapidamente mudou de direção, queimando a vegetação e deixando os policiais presos no meio do incêndio. “Eles estavam equipados, caso contrário, poderiam ter ficado em estado muito grave ou morrer”, pontuou Nijair Araújo. “Foi uma fatalidade”.

Incidência

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Iguatu, 75% dos focos de incêndios começam nas margens das rodovias e decorrem da ação humana. “São incêndios criminosos, mas ninguém denuncia”, lamentou Nijair Araújo. “A população nos cobra o combate com rapidez, mas não há uma pessoa denunciada”, critica.

Na semana passada, a reportagem do Sistema Verdes Mares flagrou dois homens usando tochas e colocando fogo nas margens da rodovia CE – 375, nas proximidades onde os policiais bombeiros foram atingidos nesta manhã.

Indagado pela reportagem, um dos homens respondeu: “O fogo é para limpar o terreno”. Questionado sobre o risco e a prática ilegal, bem como sobre a possibilidade de se fazer um roço mecânico, com uso de um trator, o homem, que não quis se identificar, não respondeu e continuou ateando fogo ao local. O flagrante foi comunicado à Polícia. 

Queimadas

De acordo com a 1ª Companhia do 4º Batalhão de Bombeiros Militares, em Iguatu, já são 125 incêndios somente nesses primeiros 16 dias de outubro. Em setembro foram 89; agosto 90; e julho, 32 focos. 

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Foto: Wandenberg Belem
Fonte: Diário do Nordeste

Comentarios

Comente