Guedes nega prorrogação de auxílio emergencial e estado de calamidade para 2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, negou nesta quarta-feira a prorrogação do auxílio emergencial ou do estado de calamidade para além de dezembro deste ano.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Durante um café da manhã com jornalistas, Guedes afirmou que não há decisão de prorrogar ou articulação nesse sentido. A informação foi confirmada pela CNN com a assessoria do ministro. 

Mais cedo, a Veja tinha noticiado que havia a possibilidade de estender o benefício até meados do ano que vem.

Segundo a reportagem, o presidente Jair Bolsonaro não quer deixar 38 milhões de brasileiros desassistidos, sem uma solução imediata para manter a renda da população.

Por falar em recursos, hoje era o prazo estipulado pelo relator do projeto do Renda Cidadã apresentar uma proposta de onde viriam os recursos.

No entanto, o senador Márcio Bittar (MDB-AC) afirmou na terça-feira que a proposta do novo programa social que o governo tenta criar para substituir o Bolsa Família deve ficar pronta na próxima semana, “se Deus quiser”.
“Semana que vem, se Deus quiser, está pronto”, disse.

Bittar deu a declaração ao chegar no Palácio do Planalto, na tarde desta terça. Um dia antes, na segunda, 5, ele chegou a afirmar após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que apresentaria a proposta nesta quarta, 7.

(Com Reuters)

Foto: Cristiano Mariz/Arquivo Abril

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: CNN Brasil

Comentarios

Comente