“quando pega [covid-19] num bundão de vocês, a chance de sobreviver é bem menor”, disse Bolsonaro.

Um dia depois de ameaçar um repórter de agressão, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a ofender profissionais de imprensa na manhã desta segunda-feira (24). O fato ocorreu em um evento, no Palácio do Planalto, voltado para médicos que receitam hidroxicloroquina para pacientes com COVID-19. O chefe do Executivo disse que jornalista ‘bundão’ tem menos chance de sobreviver ao coronavírus do que ele próprio.Bolsonaro, durante o evento, contava que era aspirante do Exército e voltou a falar que era atleta das Forças Armadas. O termo ‘atleta’ foi utilizado em um pronunciamento do chefe do Executivo, ainda no começo da pandemia, no qual disse que sentiria apenas uma ‘gripezinha’ se pegasse a doença, por ter ‘histórico de atleta’.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

“Aquela história de atleta, né, que o pessoal da imprensa vai pôr deboche, mas quando pega um bundão de vocês, a chance de sobreviver é bem menor. Só sabem fazer maldade, usar a caneta com maldade”, disparou o presidente.

Bolsonaro também negou ter sido o primeiro a utilizar o termo ‘gripezinha’ ao falar dos efeitos causados pelo coronavírus, que já deixou mais de 114 mil mortos pelo Brasil. “Quem falou ‘gripezinha’ foi o Dráuzio Varella, deixar bem claro. Depois fui atrás”, concluiu.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Terra

Comentarios

Comente