Bombeiros dão dicas de prevenção a ataques de abelhas

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), por meio da 7ª Companhia do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), da Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE), realizou a orientação sobre a prevenção ao ataque de abelhas. Tendo em vista que o ambiente da casa legislativa é bastante arborizado, todo e qualquer cuidado sobre o tema é de suma importância para os frequentadores do local.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Iniciativas adotadas por pessoas bem orientadas podem significar a diferença entre a vida e a morte. Tratando-se de ataques de um enxame de abelhas, as dicas são ainda mais valiosas. Esse é o alerta do tenente-coronel Emerson Bastos, subcomandante da 7ª Cia/1º BBM, da Assembleia Legislativa do Ceará. A possibilidade de acidentes com abelhas pode fazer parte da vida de qualquer pessoa, e informações básicas podem ajudar em um momento adverso.

Segundo o tenente-coronel Emerson Bastos, é importante manter-se distante das abelhas e não deixar animais de estimação por perto, pois ataques desse tipo podem matar. O bombeiro explica que, ao picar, a abelha deixa no corpo da vítima parte do abdome, o que atrai o restante do enxame, causando um ataque múltiplo, além de dor intensa e mal-estar.

“Se você for perseguido por um enxame, fuja correndo em movimento de zigue-zague ou se jogue no chão, para que as abelhas passem por cima. Também é recomendado fugir para um local onde haja água”, aconselha. O subcomandante lembra que, independentemente do número de picadas, há a possibilidade de um choque anafilático, que pode causar obstrução das vias aéreas.

Se a vítima se sentir mal após o ataque de abelhas, ela deve procurar atendimento médico imediatamente. Emerson Bastos alerta também que a remoção de enxames não deve ser feitos por conta própria. “Afaste-se e ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará. Também leve para longe os animais domésticos, porque qualquer barulho que eles façam pode desencadear um ataque do inseto, que tem o instinto natural de defender as colmeias”, explica.

O subcomandante observa ainda que a Companhia do Corpo de Bombeiros permanece 24 horas no Poder Legislativo. O grupamento conta com a participação de todos com a prevenção. Todos ajudando, o trabalho fica mais seguro e mais efetivo.

Foto: Reprodução/ Google

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Governo do Ceará

Comentarios

Comente