Pabllo Vittar é denunciada por exercício ilegal da profissão por treino para o bumbum

Pabllo Vittar foi denunciada por exercício ilegal da profissão de educadora física por sugerir um treino para perna e bumbum para seus seguidores no Instagram. A artista de 25 anos compartilhou um vídeo com a sequência a ser executada em 4 de maio. O Conselho Regional de Educação Física da Primeira Região (CREF1) recebeu as queixas e oficializou uma notícia-crime no Ministério Público do Rio de Janeiro.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Ao Notícias da TV, o CREF1 confirmou que protocolou a notícia-crime contra a cantora. “Após o Conselho Regional da Primeira Região receber muitas denúncias sobre a atuação profissional irregular de Pabllo Vittar, em seu perfil no Instagram, informamos que o CREF1 protocolou uma notícia-crime por exercício ilegal da profissão junto ao Ministério Público Estadual”, diz a instituição em informe publicado no site oficial.

“Reforçamos que o conteúdo específico de orientação ou prescrição de treinamento especializado de atividade física é função própria do profissional de Educação Física devidamente registrado no sistema CONFEF/CREF’s, nos termos da Lei Federal 9.696/98”, finaliza.

No documento enviado para o MPRJ, o conselho detalha o vídeo de Pabllo intitulado “treino de perna e bunda para fazer casa”. Na gravação de seis minutos, a cantora indica uma série de alongamentos e exercícios para os internautas.

Além de recomendar repetições e tempo de descanso, a drag queen sugere também o uso de cargas, como um quilo de arroz para potencializar a execução. Na gravação, a artista salienta a postura correta e orienta o público sobre a prática diária.

Apesar de dar detalhes do que deve ser feito, Pabllo ressalta na gravação que não é profissional da área. “Quero deixar bem claro que não sou personal trainner, não sou educadora física. Esse é o exercício que eu aprendi vendo outros vídeos, aprendi fazendo academia com outros amigos. São os exercícios que eu tenho feito em casa nesta quarentena e tem dado resultado bem legal como vocês podem ver nas minhas fotos (risos)”, diz.

A observação não foi o bastante para o CREF1, que salientou a falha na notícia-crime, em documento datado de 23 de julho e assinado pelos advogados Elaine Barbosa Camargo e Bruno de Souza Guerra.

“A conduta do denunciado coloca diversas pessoas expostas a atividades físicas que elevam a frequência cardiorrespiratória, bem como a excessivos pesos livres, podendo causar lesões e sequelas de proporções irreversíveis, chegando até a óbito”, analisam.

“Este Conselho de Fiscalização Profissional pleiteia que este renomado órgão, no uso de suas atribuições legais, adote as medidas necessárias para que sejam apuradas tais ilegalidades, e que os mesmos respondam criminalmente por seus atos”, solicitam.

Outro lado

A assessoria de imprensa de Pabllo Vittar enviou um comunicado em que afirma que a denúncia contra a artista é “infundada e inverídica” e diz que a artista deixou claro que não era profissional no vídeo.

Leia a nota na íntegra:

“A assessoria de comunicação da cantora Pabllo Vittar esclarece que a notícia-crime protocolada pelo Conselho Regional de Educação Física da Primeira Região (CREF1) contra a artista é infundada e inverídica.

A cantora nunca prescreveu, deu aula como profissional ou orientou nenhum treino. A cantora ainda deixa claro no vídeo em questão que não é educadora física e apenas mostra –como tantos outros artistas e influencers– sua rotina de exercícios físicos em suas redes sociais, que também serve como motivação para que seus seguidores procurem hábitos de vida saudáveis”.

Por enquanto, o treino de perna e glúteos que motivou a denúncia permanece no Instagram de Pabllo Vittar.

Notícias da Tv

Comentarios

Comente