Após ter barraca em que vivia incendiada, idoso recebe doações em Fortaleza

Voluntários e vizinhos do idoso Jesus Maciel, 71 anos, que teve a barraca onde vivia há dois anos incendiada na noite do último sábado (1º), no Bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza, se organizaram para enviar doações como forma de solidariedade. Entre os materiais levados para Jesus, estão três fogões, roupas, galões de água, calçados e ajuda financeira no valor de R$ 150.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

“As pessoas estão vindo aqui deixar desde as 4h da manhã do dia do incêndio. Foi o melhor dia que eu tive para receber doação porque recebi muita”, explica Jesus. O idoso conta que, apesar de ter perdido toda a mobília no incêndio, são as roupas as peças das quais ele sente mais falta. “Perdi tudo o que eu tinha de roupa no incêndio”, revela.

Além dos materiais pessoais, Seu Jesus, que abriga na residência cinco cachorros, ganhou também sacos com ração para os animais. O idoso, através de um contato, recebeu a notícia de que o filho deve visitá-lo.

A mobília e a estrutura da casa, montadas em 2018, com lona e madeira, foram perdidas no incêndio. Apesar do ocorrido, Seu Jesus não pretende sair do local, mas confessa que precisa de ajuda para montar uma nova barraca. “Perdi tudo o que estava naquela. Eu não tenho mais forças para montar outra, sozinho eu não consigo”, conta. No aguardo de material para o novo espaço, o idoso ocupa uma calçada em frente ao local onde vivia anteriormente.

“Enquanto eu não conseguir construir, vou ficar ali na calçada. Não digo nem por mim, mas pelos meus cachorros. É muita judiação deixar eles no sol quente”, diz o idoso.

Incêndio
Jesus está em alerta desde o dia do incêndio. “Faz três dias que eu não durmo direito. Eu fico alerta. Se eu tivesse dormido naquele dia o fogo tinha me pegado e pegado os cachorros”, conta. Ele só notou o que estava acontecendo após ouvir um barulho durante a noite do sábado. Quando se levantou, viu uma pessoa correndo pela parte de trás da lona da barraca, mas não sabe como o fogo começou.

O Corpo de Bombeiros não chegou a ser acionado, e Jesus foi ajudado por pessoas que, ao avistarem o ocorrido, ofereceram roupas, comida e dinheiro. Uma delas foi Cleidiane Fragoso, moradora da região há mais de dez anos, que ficou sabendo do caso por meio das redes sociais.

“Quando meu amigo postou um vídeo mais cedo, eu fiquei muito triste. Porque é uma pessoa por quem eu sempre passo aqui, faz parte do meu percurso. Eu fiz questão de vir na mesma hora, deixar roupas e um dinheiro para ele. Realmente é muito triste que um ser humano seja capaz de fazer isso com outro. Ele não é uma má pessoa, por isso tem a ajuda de tantos. Tenho certeza de que, até a noite, vão vir muitas pessoas aqui ainda para continuar ajudando”, afirmou.

Foto: Reprodução/SVM

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fonte: Portal G1 CE

Comentarios

Comente