Greve dos petroleiros chega a 13 dias sem acordo

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) prevê realizar no fim da tarde desta quinta-feira uma passeata no Centro do Rio em solidariedade à greve da categoria contra as privatizações em curso no país. O movimento completa 13 dias hoje.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

De acordo com a entidade, nos últimos dias, funcionários de mais três plataformas petrolíferas da Petrobras na Bacia de Campos aderiram ao movimento.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Com isso, a federação calcula que cerca de 20 mil petroleiros de 113 unidades da Petrobras, em 13 Estados, se mobilizaram para a greve. Ao todo, são 53 plataformas, 23 terminais, 11 refinarias e mais 23 outras unidades operacionais, além de três bases administrativas.

A principal bandeira da greve é contra as demissões na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR), que está em processo de desativação.

“Dia após dia, crescem as adesões espontâneas ao movimento, que também se amplia em apoio da sociedade”, acrescentou a FUP, em nota.

Comentarios

Comente