Prefeitura de Juazeiro diz que empréstimo de U$ 80 milhões irá sanar problemas que afetam a cidade há pelo menos 15 anos

A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, após todos os trâmites legais, e a aprovação da Câmara Municipal, já ocorrida na última semana, estará autorizada a realizar junto à Comunidade Internacional Andina empréstimo no valor de 80 milhões de dólares.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Os valores serão investidos em obras de infraestrutura urbana, como saneamento básico, pavimentação, drenagem, acessibilidade em vias públicas, revitalização de praças, construção de Centros de Referência e Assistência Social, entre outros.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O Secretário de Finanças de Juazeiro do Norte, Evaldo Soares, destaca que a inciativa é de suma importância para Juazeiro do Norte. “Com o empréstimo o Prefeito Arnon Bezerra terá a possibilidade de realizar obras que estão sendo necessárias há pelo menos 15 anos e que poderão ser iniciadas e concluídas graças a este projeto de lei”, disse. Sendo assim o Secretário destaca ainda que o empréstimo é um investimento que trará benefícios a cidade gerando desenvolvimento, empregos e vendas no comércio local.

Valores

De acordo com Evaldo, o recurso será liberado gradativamente em cinco anos para que o Município pague em 16 anos, com cinco anos de carência. Quando o Senado aprovar, o Governo Federal será avalista e a Comunidade Andina assinará o contrato. A primeira parcela a ser liberada em 2020 é no valor de 8,9 milhões de dólares, onde a Prefeitura entrará com uma contrapartida de 2,2 milhões de dólares.

Em 2021 deverá ser liberada a segunda parcela pela Comunidade Andina no valor de 13,2 milhões de dólares, e a contrapartida do Município no valor de 3,3 milhões de dólares. Em 2022 o município entrará com uma contrapartida de 4,7 milhões de dólares e a Comunidade Andina com 18,8 milhões de dólares. Em 2023 Juazeiro do Norte entra com 5,1 milhões de dólares e a Comunidade Andina com 20,6 milhões de dólares.

Em 2024 o Município irá liberar a última parcela no valor de 4,5 milhões de dólares e a Comunidade Andina também liberará a última parcela no valor de 18,2 milhões de dólares. É importante ressaltar que durante esses cinco primeiros anos o município vai pagar juros, encargos e comissões de seis em seis meses. Com isso será possível melhorar as condições de infraestrutura e as condições de vida da população, que tanto sofre em períodos chuvosos.

via Flavio Pinto News

Comentarios

Comente