Chapecoense é condenada a indenizar pais de vítima de acidente aéreo

Por unanimidade, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região, sediado no Rio de Janeiro, decidiu manter decisão da primeira instância que condenou a Chapecoense a indenizar os pais do jogador Tiago da Rocha Vieira, conhecido como Tiaguinho, uma das vítimas do acidente aéreo na Colômbia, em 2016.

Na decisão em que determinou o pagamento de indenização, a juíza Letícia Costa Abdalla, da 1ª Vara do Trabalho de Nova Friburgo, obrigou o time catarinense a pagar R$ 80 mil em danos morais ao pai do atleta e R$ 50 mil, além de uma pensão mensal, para a mãe do jogador.

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----

Conforme a decisão, a Chapecoense foi considerada responsável pelo pagamento de danos morais por acidente de trabalho. No processo, os advogados do time alegaram que o clube não teve culpa pelo acidente aéreo e não praticava atividade de risco. 

O acidente aéreo ocorreu em 29 de novembro de 2016, quando a aeronave da empresa aérea Lamia caiu em Medellin, na Colômbia. O avião levava 77 pessoas a bordo, entre atletas, equipe técnica, diretoria da Chapecoense, jornalistas e convidados, que iriam para a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. Apenas seis pessoas sobreviveram.

Fonte Agência Brasil

Cariri como eu vejo Bala Acidente miséria sitemiseria Noticias juazeiro badalo blogo do gesso blog do gesso crato regional g1 R7

Comente