Hospital Regional do Cariri e mais dois hospitais cearenses integram projeto do Ministério da Saúde

Mais duas unidades do Governo do Ceará são selecionadas para participarem do Projeto Lean nas Emergências, do Ministério da Saúde. Além do Hospital Geral César Cals (HGCC), agora o Hospital Regional do Cariri (HRC) e Hospital Geral de Fortaleza (HGF) farão parte do projeto. O resultado da seleção saiu nesta terça-feira, 2 de julho.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O Projeto Lean nas Emergências é uma iniciativa desenvolvida pelo Ministério da Saúde por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) e executado em parceria com o Hospital Sírio-Libanês.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O objetivo é reduzir a superlotação e melhorar o atendimento em emergências de hospitais que atendem pelo SUS.Em 2018, o HGCC foi o único hospital do Ceará selecionado e o primeiro de emergência exclusivamente obstétrica a integrar o programa. Neste ano, HRC e HGF passam a integrar o projeto.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O Hospital Regional Norte recebeu em Juazeiro do Norte a visita do especialista do Hospital Sírio Libanês, Daniel Meireles, no último dia 27. Na ocasião, o diretor geral interino, Bergson de Brito, e o Núcleo de Gestão e Segurança do Paciente (Nugesp) apresentaram o histórico da unidade. Daniel também teve a oportunidade de conhecer a realidade da emergência e do setor de imagem.

“Nosso papel enquanto hospital é proporcionar para a população da macrorregião do Cariri um atendimento com excelência, mas para isso precisamos otimizar o tempo e resolutividade. Então esse projeto traz uma proposta de otimizar esforço nos pontos que são mais necessários e essa concentração de esforço naquilo que é estratégico vai proporcionar ao paciente um atendimento adequado em tempo e em resposta”, afirmou Bergson de Brito.

Para o diretor geral do HGF, Daniel de Holanda, o projeto Lean nas Emergências tem muito a beneficiar à instituição em toda melhoria dos processos aplicados na emergência. “Dentro da nossa política de valorização da emergência, nós temos uma expectativa muito positiva em relação ao resultado dessa estratégia, porque ela vem ao encontro dos nossos conceitos que estamos implementando na emergência”, ressalta.

De acordo com Daniel, isso já pode ser retratado em alguns dados de melhoria de atendimentos, como a diminuição dos números dos pacientes internados. “A equipe do Hospital Sírio Libanês veio até o HGF realizar uma visita técnica, no qual foi apresentado toda a estrutura da emergência e seus eixos, e ficaram muitos satisfeitos com o que viram. Temos tudo para avançar com essa iniciativa.

Nós já estamos montando uma equipe composta pela gerência geral da emergência. Mas além disso, o Lean envolve uma equipe multidisciplinar. Então, todas as categorias estão associadas dentro de um mesmo grupo”, destaca.EstruturaO Lean está estruturado tem três fases. A primeira é a fase de diagnóstico, quando a equipe visita a unidade e realiza a coleta de dados.

A segunda fase é o curso de Gestão Avançada em Serviços de Urgência (Gasu), um módulo específico oferecido pelo Sírio-Libanês para potencializar os serviços de emergência. A última fase é a capacitação dos profissionais baseada no diagnóstico da primeira fase. A equipe elege prioridades e mudanças no atendimento e então é realizado o treinamento. No total, são 10 visitas com intervalo de 20 dias entre cada uma.

De início, o hospital passa pela metodologia do 5S, na qual alguns princípios são adotados para melhorar os fluxos operacionais, acelerar processos e o andamento do trabalho. Os 5S são: senso de utilização, senso de organização, senso de limpeza, senso de saúde e senso de autodisciplina.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Comentarios

Comente