Manifestantes pró-Bolsonaro discutem durante protesto em Fortaleza

Momento de tensão marca o início da manifestação organizada por grupos de direita na tarde deste domingo, na Praça Portugal, em Fortaleza. Um grupo tentou abrir uma faixa que pedia por intervenção militar e foi impedido por outros manifestantes pró-Bolsonaro. Durante o confronto, um homem era empurrado enquanto insistia para empunhar o cartaz. As pessoas no entorno riam e registravam a discussão nos celulares.

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----

Amanda Martins, líder do Movimento Consciência Patriótica, justifica que o motivo da confusão foi a divergência de pautas. “Não defendemos intervenção. Até porque sabemos que isso tiraria do poder o nosso presidente, que nós elegemos democraticamente”, explicou.

Segundo os organizadores, 15 mil pessoas participam do ato, que iniciou por volta das 16 horas. Eles defendem a Operação Lava Jato e do Governo Bolsonaro.

Com informações do repórter Henrique Araújo 

REDAÇÃO O POVO ONLINE

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----

Comente