Vila da Música passa a se chamar “Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira”

Aprovado pela Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (27), o Projeto de Lei que muda o nome da Vila da Música, no Crato, em homenagem ao “Monsenhor Ágio”. O anuncio sobre a mudança do nome do equipamento cultural da Secult para “Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira” foi eito pelo governador Camilo Santana durante o velório de Padre Ágio, no último dia 13 de junho, no Crato.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Fundador da Escola de Educação Artística Heitor Villa, Padre Ágio faleceu no dia 12 de junho de 2019, com 101 anos. “Ágio só pregava o bem, só espalhava o amor, a alegria. Ele seguiu profundamente sua vida na missão de servir e evangelizar.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O padre escolheu o instrumento mais importante, a educação através da música para criar esperança e libertar as pessoas. Ele começou com filhos de agricultores, pessoas que trocavam, à noite, foices e enxadas por violões e violinos, quantas crianças passaram por ele e se transformaram – tudo isso através da música. Que cada um de nós possamos ser discípulo dele.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Qual homenagem posso fazer, me perguntei. A primeira delas é que já enviei hoje projeto de lei que dá novo nome para a Vila da Música, a escola passará a ser chamada agora de “Monsenhor Ágio Augusto Moreira”. Uma singela homenagem que vai se eternizar. Que a imagem dele possa seguir em nossas mentes e corações”, afirmou o governador.

A Vila da Música, primeiro equipamento cultural de competência do Estado no Interior, é fruto da parceria do Governo do Ceará – através da Secretaria da Cultura – com a tradicional escola de música Sociedade Lírica de Belmonte (Solibel), fundada pelo Padre Ágio Augusto Moreira na década de 1970. A Vila da Música é um equipamento cultural voltado para a formação e fruição cultural, inspirada na experiência realizada pela Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel).

O equipamento surge como um centro de socialização e de cidadania por meio da educação dos sentidos. Primeiro equipamento cultural do Estado no Interior, o espaço conta com infraestrutura moderna e dedicada a atender estudantes – crianças, jovens e adultos -, distribuídos em diversos cursos de diversos instrumentos.

(Governo do Ceará)

Comentarios

Comente