Mães empreendedoras

Existem várias formas de discriminação e diferentes preconceitos são comuns com as mulheres empreendedoras. Para as mães, que por opção ou obrigação, acabam empreendendo ou desempenhando papéis de destaque em empresas, tais questões são ainda mais evidentes.

Alguns pensamentos como: “não engravide para não ficar fora do mercado de trabalho”, “depois que tiver filho, não crescerá mais na carreira” ou ainda,“você está perdendo o crescimento do seu filho” e “um dia seus filhos vão te cobrar por não ter ficado mais tempo com eles” alimentam mitos e mentiras sobre mães empreendedoras.

O fato é que elas são “poderosas” e conciliam perfeitamente a maternidade e o profissional. Vejamos alguns exemplos:

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----

Com a maternidade, muitas mulheres acabam optando por empreender e criar o próprio negócio – seja para ficar mais próximas dos filhos, ter maior flexibilidade com os horários, obter uma renda extra, ou prover o sustento da família;Além dos serviços específicos para maternidade, mães empreendedoras desenvolvem diferentes atividades – não é porque uma mulher teve filhos que ela deve largar sua profissão ou trocar o segmento do seu próprio negócio para trabalhar com o público infantil ou com outras mães;As mães que decidem empreender, no entanto, devem estruturar bem a criação do negócio. Mais do que ideias criativas ou a necessidade de obter renda, para abrir uma empresa que seja sustentável a longo prazo é importante criar uma plano de negóciosa partir da avaliação das oportunidades do mercado, assim como o público-alvo, investimentos e outras demandas;

Uma pesquisa do Sebrae mostra que as mães empreendedoras respondem por nada mais nada menos que 55% das novas empresas que são abertas no Brasil por mulheres e a taxa de sobrevivência das empresas fundadas pela Mãe Empreendedora é bem superior do que a média nacional, que segundo o Sebrae, está em torno de 47,5%.

Por isso, se você passa pelo conflito de ser mãe e ao mesmo tempo empreendedora, não se desespere, pois embora existam infelizmente algumas barreiras, o fato é que as mães empreendedoras são cada vez mais comuns no cenário empresarial brasileiro.

Por Marília Falcioni

Fonte Badalo

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----

Comente