Produtores contemplados com o PROARA resgatam o cultivo do arroz em terras cratenses

0

O agricultor Manoel Nogueira, de 41 anos, é um dos produtores familiares beneficiados pelo Programa de Aração de Terra – PROARA, desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos do Crato. Esta semana, o trabalhador, que reside na Malhada, no distrito de Ponta da Serra, está realizando a colheita do arroz, uma cultura que teve baixa na produção, e a partir de agora, a secretaria vai estimular de maneira mais forte o cultivo desse grão.

Manoel e mais seis agricultores que plantaram arroz e outras culturas, lembram que o PROARA foi importante, pois gerou uma economia de recursos quando ele preparou a terra. “Foi uma economia né. Nesse baixio aqui a gente planta só arroz”, lembrou o trabalhador que plantou sete tarefas de arroz, com a expectativa de colher 200 sacos de grãos.

Para José Sebastião Agostinho, Secretário da Caipema, uma cooperativa de produtores do Sítio Malhada, a produção de arroz na localidade tem sido importante, pois os trabalhadores produzem os grãos sem a presença de defensivos agrícolas. “Do jeito que eles produzem a quantidade de agrotóxico é muito pequena, porque eles usam é realmente a inchada para tirar o mato”, conta.

Ainda de acordo com José, a Cooperativa vai estimular a produção do arroz junto aos trabalhadores, visto que, atualmente, essa produção está restrita apenas ao consumo e uma pequena parcela vai para o comércio com preços não tão convidativos.

O Secretário de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos, Zilcélio Alves, demonstrou satisfação com o ressurgimento da cultura do arroz no município e afirmou que através do PROARA, é uma forma de mostrar que tem como os governos impulsionarem a agricultura familiar. “Pra nós é com muita alegria que a prefeitura municipal do Crato incentiva essa produção dos agricultores familiares, ao mesmo tempo, nós queremos resgatar não só o arroz, mas todas as culturas da agricultura familiar”, comemorou.

Para além da produção, o Governo do Crato vai instigar a aquisição desses grãos através do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), com o objetivo de oferecer produtos de qualidade na merenda escolar e gerar rendar para os produtores.

Informações da assessoria de comunicação

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----
Share.

Comente

%d blogueiros gostam disto: