Paralisação depende do governo, dizem caminhoneiros

Representantes dos caminhoneiros avaliam que a realização de uma nova paralisação da categoria, no próximo dia 29, depende do governo. O líder da categoria, Wanderlei Alves, afirmou antes de participar de uma reunião no Ministério da Infraestrutura, em Brasília, que a resposta de paralisação ou não vai ser do governo.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

Integrantes da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e lideranças dos caminhoneiros se reuniram, na tarde de hoje (22), com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O líder da categoria informa que a paralisação está prevista para começar à meia-noite do dia 29 de abril e teve origem em debates dos grupos de caminhoneiros nas redes sociais. O objetivo é que o movimento atinja o Brasil inteiro, crescendo à medida que os dias passam.

--------------- PUBLICIDADE ---------------

-------------------CCEV-------------------

O presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos, Diumar Bueno, também afirmou que a paralisação ou não dos caminhoneiros vai depender do que o ministro sinalizar. Segundo ele, as principais reivindicações são definições claras para o tabelamento do frete e fiscalização deste cumprimento.

Os representantes da categoria reclamaram de falta de diálogo com o governo, de acordo com ele, desde janeiro o governo de Jair Bolsonaro “fechou as conversas com a categoria” e que ele tenta conversar, sem sucesso, com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

via Ceará Agora

Comentarios

Comente