Caso Manchinha: Carrefour terá de depositar R$ 1 milhão em fundo

0

O Ministério Público de São Paulo firmou um termo de compromisso com o Carrefour e o município de Osasco em função dos maus-tratos cometidos por um segurança contra um cachorro dentro de um supermercado da rede. As agressões causaram a morte do animal. As informações são da Agência Brasil.

Pelo acordo, o Carrefour assume a obrigação de depositar a quantia de R$ 1 milhão em um fundo a ser criado pelo município. Desse montante, R$ 500 mil serão destinados à esterilização de cães e gatos e R$ 350 mil, à compra de medicamentos para animais do Hospital Municipal Veterinário ou que estejam no canil municipal.
Os R$ 150 mil restantes serão destinados à aquisição e entrega de rações para associações, organizações não governamentais e demais entidades destinadas ao cuidado de animais na cidade de Osasco.

Caso o Carrefour descumpra o estabelecido, deverá pagar multa de R$ 1 mil por dia de atraso no cumprimento dos termos do acordo. O município, se não atender ao determinado, será alvo de investigação por ato de improbidade administrativa.

A Promotoria de Justiça é responsável pela fiscalização do acordo quanto à utilização e destinação do dinheiro por parte do Carrefour.
Caso manchinhaManchinha foi agredido com uma barra de ferro por um dos seguranças do supermercado Carrefour. Câmeras do estabelecimento registraram o momento em que o funcionário persegue o animal com o material na mão.

O cachorro reaparece nas imagens mancando e sangrando. Em seguida, outros vídeos mostram o animal sendo imobilizado por funcionários da Prefeitura, de forma brusca. De acordo com veterinários que atenderam a ocorrência, Manchinha teria falecido em decorrência dos ferimentos sofridos.

via Gazeta Cariri

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----
Share.

Comente

%d blogueiros gostam disto: