Queda de avião deixa 157 mortos, segundo a companhia aérea

0

Um avião da Ethiopian Airlines, que voava da capital da Etiópia, Adis Abeba, para Nairobi, no Quênia, caiu neste domingo (10) com 157 pessoas a bordo. Segundo informações do CEO da empresa, Tewolde G Medhin, que foi até o local da queda, não há sobreviventes. O avião levava 149 passageiros e 8 tripulantes.

Dados da rede Flightradar24 ADS-B mostraram que a velocidade vertical da aeronave ficou instável depois da decolagem. As causas do acidente, porém, ainda não desconhecidas. A possibilidade de se tratar de um ataque terrorista chegou a ser cogitada, mas foi descartada pelas autoridades em seguida.
Por meio de nota, a Ethiopian Airlines afirmou que o voo ET 302 caiu perto da cidade de Bishoftu, 62 km a sudeste da capital Adis Abeba, seis minutos após decolar. Ainda segundo a empresa, o avião era um Boeing 737-800 MAX, número de registro ET-AVJ.

O piloto tinha mais de 8 mil horas de voo, disseram autoridades da companhia em conferência de imprensa.

O que se sabe até agora:

O avião perdeu contato 6 minutos após decolar

A aeronave decolou às 8h44 (horário local)

157 pessoas estavam a bordo do avião, sendo 149 passageiros e 8 tripulantes

Segundo a empresa, não há sobreviventes

Passageiros de 33 países estavam a bordo da aeronave, de acordo com autoridades locais

Em entrevista à Globonews, o engenheiro aeronáutico Jorge Leal Medeiros, professor da Poli/USP, apontou que “é muito cedo para dizer qualquer coisa sobre a causa do acidente”. “Pode ter acontecido alguma falha no motor, não se sabe”, disse ele, mas destacou que o aeroporto do qual o avião decolou “fica numa região muito envolvida por montanhas”.

A companhia aérea informou ainda que “estão em curso as operações de busca e socorro”. A Ethiopian Airlines é uma das maiores transportadoras do continente em tamanho de frota. No ano passado, transportou 10,6 milhões de passageiros. A Boeing, empresa que construiu o avião, disse no Twitter que está “monitorando a situação de perto”.

(Portal G1)

----- PUBLICIDADE -----
----- FIM DA PUBLICIDADE -----
Share.

Comente

%d blogueiros gostam disto: